A Verdadeira Face de Jesus.

11796454_135815773424029_6925801039290107679_n
Por Ana Burke
 
Aquele que pregou “Ame a seu próximo como a si mesmo” também pregou que o joio deve ser separado do trigo e deve ser queimado. Entenda-se “joio” aqueles que não o seguem e “trigo” aqueles que o seguem.
 
Em Lucas 11:27-28, podemos sentir o desprezo de Jesus pela mãe ao afirmar que o ventre que o abrigou, ou os peitos que o alimentaram, não eram bem aventurados.
 
Em João 2:3-4, podemos ver claramente que Jesus não respeita ou trata Maria como sendo sua mãe, Ele se dirige a ela como “mulher” deixando antever todo o seu desprezo pela mesma quando esta se dirige a Ele para dizer que o vinho havia acabado, no que Jesus respondeu de forma ríspida: “Mulher, que tenho eu contigo?”
Jesus foi um escravocrata e um defensor da escravatura. Segundo Jesus, os servos são inferiores, não têm direitos, tem que estar sempre a postos para quando o seu Senhor precisar e, se este não se aprontar e não fizer conforme a vontade do seu amo e Senhor, “será castigado com muitos açoites.” Lucas: 12:47
 
Jesus apoia o roubo e o assassinato das pessoas que não seguem aos seus senhores como por exemplo em Lucas 19:27: “E quanto àqueles meus inimigos que não quiseram que eu reinasse sobre eles, trazei-os aqui, e matai-os diante de mim”. Nesta parábola foram distribuídas quantias iguais a três servos. Aquele que multiplicou a quantia por dez foi premiado enquanto os outros foram castigados. Jesus não questionou de que forma este servo conseguiu aumentar tanto os lucros do amo. O que se ensina neste caso é que não importa de onde venha o lucro. O importante é multiplicar o dinheiro do amo e Senhor: “Mau servo, pela tua boca te julgarei. Sabias que eu sou homem rigoroso, que tomo o que não pus, e sego o que não semeei;
Por que não puseste, pois, o meu dinheiro no banco, para que eu, vindo, o exigisse com os juros?
E disse aos que estavam com ele: Tirai-lhe a mina, e dai-a ao que tem dez minas.
Pois eu vos digo que a qualquer que tiver ser-lhe-á dado, mas ao que não tiver, até o que tem lhe será tirado.” Lucas 19:22-26
 
Jesus ensinou e exigiu que os servos se sujeitem “com todo o temor aos senhores, não somente aos bons e humanos, mas também aos maus”. 1 Pedro 2:18
 
Em João 15:1-12 Ele faz chantagem e ameaça aqueles que não o seguem e diz que os mesmos devem ser queimados na fogueira: “Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem”.
 
Em Marcos 16:15-16, Jesus nos obriga a acreditar Nele.
 
Em Lucas 12:51-53 Ele diz de forma bem clara que veio para colocar uns contra os outros, principalmente os membros da mesma família: “Cuidais vós que vim trazer paz à terra? Não, vos digo, mas antes dissensão (divisão); Porque daqui em diante estarão cinco divididos numa casa: três contra dois, e dois contra três. O pai estará dividido contra o filho, e o filho contra o pai; a mãe contra a filha, e a filha contra a mãe; a sogra contra sua nora, e a nora contra sua sogra.”
 
O inferno com tormento eterno nunca existiu no Velho Testamento. Inferno era sepultura. Jesus nos deu como herança a barbárie transvestida de amor. Ele não é o deus do Velho Testamento porque se fossem o mesmo deus um não iria contrariar os ensinamentos do outro.
 
Os muçulmanos matam, os cristãos torturam antes de matar e a prova está em qualquer bom museu. Eles inventaram os métodos mais cruéis de tortura que se pode imaginar e tudo é justificado e ensinado no Novo Testamento.

Não Matarás. É verdade isto?

Por Ana Burke

Você acredita mesmo naquela história de que o Deus Bíblico nos ensina que não devemos matar? “Não Matarás”…não matarás quem? Quando? Como? Na bíblia hebraica não existe Deus. Se você ler a bíblia que você têm em casa, em gêneses, existe uma passagem depois que Adão e Eva comeram do fruto do conhecimento: “Agora eles são como um de NÓS e sabem a diferença entre o bem e o mal”. Quem era este NÓS?
Este NÓS na bíblia hebreia se referia a Elohim, grupo de juízes e que os teólogos traduziram no singular e dizem que é Deus, por conveniência. A bíblia que você têm em casa é uma cópia das várias religiões antigas, reconstruída a cada edição de acordo com os interesses dos Senhores teólogos, donos da falsa moral e maus costumes, para tirar dinheiro das pessoas crédulas e promover desentendimentos, discriminação e guerras. A bíblia que você têm em casa é um livro de guerra ou, como diz Saramago, um livro de maus costumes.

17498439_1821908098062045_2284857991547421323_n

Adão e Eva – A Serpente estava certa

009-01-adc3a3o-e-eva-0011

Por Ana Burke

Adão comeu da fruta e se justificou perante o que a Teologia criou e chama de “Deus”: “Foi a mulher que me deste”…”ela é culpada”…”Ela me deu da fruta e comi. “E foram abertos os olhos de ambos”. A Eva fez o tolo enxergar.

Antes de comer da fruta proibida, os dois acreditavam possuir a vida eterna. Só que eles nunca comeram da árvore da vida pois foram expulsos do Edem ANTES de comer desta árvore. Só depois de comer do fruto proibido foi que eles descobriram que eram mortais.

“Eis que o homem é como um de nós (Elohim), sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente, o Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden…
Gênesis 3:22-23”

Você acredita que vai ter vida eterna? Se acredita ainda está na fase infantil e tola em que estavam Adão e Eva antes de conhecer a diferença entre o bem e o mal. E o mal era o que eles julgavam ser bom. E o mal era Deus. A Serpente não mentiu.

Observação: Este “nós” foi esquecido pelos teólogos na bíblia que eles falsificaram. O termo “Nós”, neste caso, se refere a um grupo, talvez dezenas de pessoas – Elohim em hebráico – Tipo juízes.

https://www.facebook.com/Anaburke2

Foto: Aparência de Adão e Eva em bíblias antigas.

O Pastor e o Padre estão Mentindo

slide03

O Pastor e o Padre estão mentindo…Você está sendo enganado.

O que Jesus disse na hora de morrer? E, por volta das três horas da tarde, Jesus clamou com voz forte: “Eloí, Eloí, lamá sabactâni?”, que significa “Meu Deus, Meu Deus! Por que me abandonaste?” Mateus 27:46
Portanto: Jesus não é Deus.

Prodígios e Milagres

slide08

Todos esperam por prodígios, por um mágico que possa resolver os seus problemas, por um milagreiro que cure as suas doenças ou um salvador que lhes dê esperança. A maioria é convencida de que não é capaz de ler ou interpretar a bíblia e, ao mesmo tempo, todos também são convencidos de que devem entrar pela porta estreita e NUNCA pela porta larga, a porta que dá uma visão mais ampla da realidade e onde está o conhecimento, algo proibido desde Adão e Eva. Eles comeram do fruto do conhecimento e foram castigados.
Em todas as aparições de Maria sempre acontecia algo extraordinário para convencer as pessoas simples de que esta tinha poderes mágicos, enfim, todos os religiosos esperam que caia maná do céu.
Ana Burke

Repetição = Verdade

slide17

“A repetição torna as coisas mais plausíveis”, explica Lynn Hasher, psicóloga da Universidade de Toronto, no Canadá, cuja equipe de pesquisa reconheceu o viés pela primeira vez na década de 1970. “E o efeito é provavelmente mais poderoso quando as pessoas estão cansadas ou distraídas por outras informações”.
A repetição é também o que faz notícias falsas serem acreditadas e compartilhadas, e é a arma secreta da propaganda política. Não é nada novo: Adolf Hitler usava essa técnica. “Os slogans devem ser persistentemente repetidos até que o último indivíduo tenha absorvido a ideia”, escreveu ele em “Mein Kampf”.
O efeito funciona porque as pessoas avaliam a verdade de uma afirmação se apoiando em duas coisas: se a informação se encaixa com a sua compreensão, e se parece familiar.
Cérebro folgado
A primeira condição é lógica: as pessoas comparam novas informações com o que já sabem que é verdadeiro, considerando a credibilidade de ambas as fontes.
No entanto, os pesquisadores descobriram que a familiaridade pode superar a racionalidade – tanto que a repetição de um certo fato pode ter um efeito enorme.
“Quando você escuta a informação pela segunda vez é muito mais fácil de processá-la – você a entende mais fluentemente”, argumenta Lisa Fazio, psicóloga da Universidade de Vanderbilt, EUA. “Nosso cérebro interpreta essa fluência como um sinal de que algo é verdadeiro”.


Em outras palavras, a racionalidade exige trabalho de processamento. Seu cérebro ocupado se sente muitas vezes mais confortável em seguir uma simples intuição.
Como combater esse viés
Como com qualquer viés cognitivo, a melhor maneira de não cair nele é saber que ele existe.


Logo, se você ler algo que parecer a coisa mais correta do mundo, mas você não sabe exatamente por quê, tome conhecimento desse sentimento. Analise o “fato”. Verifique os dados.
Muito trabalhoso para você? Bem, lembre-se de que não é legal ser enganado.
Não é legal ser enganado.
Não é legal ser enganado.
Não é legal ser enganado.