A Verdadeira Face de Jesus.

11796454_135815773424029_6925801039290107679_n
Por Ana Burke
 
Aquele que pregou “Ame a seu próximo como a si mesmo” também pregou que o joio deve ser separado do trigo e deve ser queimado. Entenda-se “joio” aqueles que não o seguem e “trigo” aqueles que o seguem.
 
Em Lucas 11:27-28, podemos sentir o desprezo de Jesus pela mãe ao afirmar que o ventre que o abrigou, ou os peitos que o alimentaram, não eram bem aventurados.
 
Em João 2:3-4, podemos ver claramente que Jesus não respeita ou trata Maria como sendo sua mãe, Ele se dirige a ela como “mulher” deixando antever todo o seu desprezo pela mesma quando esta se dirige a Ele para dizer que o vinho havia acabado, no que Jesus respondeu de forma ríspida: “Mulher, que tenho eu contigo?”
Jesus foi um escravocrata e um defensor da escravatura. Segundo Jesus, os servos são inferiores, não têm direitos, tem que estar sempre a postos para quando o seu Senhor precisar e, se este não se aprontar e não fizer conforme a vontade do seu amo e Senhor, “será castigado com muitos açoites.” Lucas: 12:47
 
Jesus apoia o roubo e o assassinato das pessoas que não seguem aos seus senhores como por exemplo em Lucas 19:27: “E quanto àqueles meus inimigos que não quiseram que eu reinasse sobre eles, trazei-os aqui, e matai-os diante de mim”. Nesta parábola foram distribuídas quantias iguais a três servos. Aquele que multiplicou a quantia por dez foi premiado enquanto os outros foram castigados. Jesus não questionou de que forma este servo conseguiu aumentar tanto os lucros do amo. O que se ensina neste caso é que não importa de onde venha o lucro. O importante é multiplicar o dinheiro do amo e Senhor: “Mau servo, pela tua boca te julgarei. Sabias que eu sou homem rigoroso, que tomo o que não pus, e sego o que não semeei;
Por que não puseste, pois, o meu dinheiro no banco, para que eu, vindo, o exigisse com os juros?
E disse aos que estavam com ele: Tirai-lhe a mina, e dai-a ao que tem dez minas.
Pois eu vos digo que a qualquer que tiver ser-lhe-á dado, mas ao que não tiver, até o que tem lhe será tirado.” Lucas 19:22-26
 
Jesus ensinou e exigiu que os servos se sujeitem “com todo o temor aos senhores, não somente aos bons e humanos, mas também aos maus”. 1 Pedro 2:18
 
Em João 15:1-12 Ele faz chantagem e ameaça aqueles que não o seguem e diz que os mesmos devem ser queimados na fogueira: “Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem”.
 
Em Marcos 16:15-16, Jesus nos obriga a acreditar Nele.
 
Em Lucas 12:51-53 Ele diz de forma bem clara que veio para colocar uns contra os outros, principalmente os membros da mesma família: “Cuidais vós que vim trazer paz à terra? Não, vos digo, mas antes dissensão (divisão); Porque daqui em diante estarão cinco divididos numa casa: três contra dois, e dois contra três. O pai estará dividido contra o filho, e o filho contra o pai; a mãe contra a filha, e a filha contra a mãe; a sogra contra sua nora, e a nora contra sua sogra.”
 
O inferno com tormento eterno nunca existiu no Velho Testamento. Inferno era sepultura. Jesus nos deu como herança a barbárie transvestida de amor. Ele não é o deus do Velho Testamento porque se fossem o mesmo deus um não iria contrariar os ensinamentos do outro.
 
Os muçulmanos matam, os cristãos torturam antes de matar e a prova está em qualquer bom museu. Eles inventaram os métodos mais cruéis de tortura que se pode imaginar e tudo é justificado e ensinado no Novo Testamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s