Barrabás e os Tolos

Por um Mundo sem Religião

12009564_1053699567981699_1418458154779744065_n

Por Ana Burke

Eu sei que vou morrer…e me agrada saber que vou morrer. A vida tem início e tem fim. A finitude de um vai preencher os espaços vazios de outro. O Ser Humano inventou deuses porque não consegue entender a natureza e inventou alma e espírito porque não conhece as suas próprias conecções cerebrais. As suas experiências espirituais e visões coincidem com aquilo que ele deseja para si mesmo, ou seja, permanecer. Permanecer para sempre no estado mendicante em que se encontra, cultuando, louvando e glorificando a própria ignorância. Olhar a própria carne apodrecendo aos poucos e a pele enrugando e se desmanchando é para ele uma falha do seu deus, mesmo que não admita isto para si mesmo. Um Ser Perfeito que falha é inadmissível e então inventa-se que todo o mal é uma espécie de castigo merecido. A figura do Pai que castiga é tudo de…

Ver o post original 256 mais palavras

Um comentário sobre “Barrabás e os Tolos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s