Independência ou Livre Arbítrio

1

Por Ana Burke.

.

Ter uma trabalho e ganhar um salário não faz ninguém independente. Independente é a pessoa que conhece a si mesma, as suas limitações e respeita as limitações do outro sem explorar a ignorância desta para benefício próprio. A pessoa independente não é aquela que não precisa dos sistemas ou de outras pessoas para sobreviver, mas aquela que é consciente e têm conhecimento do mundo, não se sujeitando aos dogmas que outros seres humanos, impõe como verdade absoluta a outros, sem analisar as injustiças envolvidas e incutidas nestes dogmas.

Todos os seres vivos são dependentes de alimento, de oxigênio, de sais minerais, água, etc. e percebam que água, oxigênio e sais minerais não são seres vivos, portanto, não é apenas a vida a sustentar a vida, a matéria inorgânica têm um papel fundamental e importante, mas não é só isto, a temperatura, a pressão, enfim, para que possamos viver temos que nos conscientizar de que independência não existe assim como o famoso “livre arbítrio” também não existe. Existem coisas que não podemos escolher ter, ou fazer, na hora em que queremos, ou mesmo nunca. Não podemos nem mesmo escolher “ser” ou “não ser” desde que somos moldados para que possamos viver em sociedade. Cada povo é um povo e cada indivíduo pertencente a uma determinada comunidade desenvolve um comportamento diferente e de acordo com o sistema social ao qual está inserido. Como posso falar em independência quando eu não posso nem mesmo escolher a fonte de água da qual eu vou beber e as substâncias que a ela vêm adicionadas? Como eu posso ter livre arbítrio se eu nem mesmo posso atravessar a estrada no momento em que eu quiser? Eu convivo com outros e tenho que respeitar a vez do outro quando tomamos o mesmo caminho. Eu tenho que respeitar fontes de água, se quiser continuar a viver e tenho que saber que estou sujeita a intempéries e catástrofes naturais. Se tivéssemos livre arbítrio jamais encararíamos a morte, ela não existiria, ou jamais ficaríamos doentes, ou envelheceríamos. O fim virá, e não virá quando nós quisermos. Virá e pronto! Acabou-se.

O mundo não existe e têm-se a impressão de que o ser humano pode viver somente com ele mesmo, sem precisar de coisa alguma a mais que mantenha a sua vida. Os seus interesses mesquinhos e irracionais é tudo o que existe neste planeta. Deus é irracional. Primeiro ele cria tudo o que existe e depois, como um ser bárbaro que ele é, destroi tudo o que existe. Ele queria matar os pecadores que ele mesmo criou. Será que aqueles que morreram, crianças dentro do útero, tiveram livre arbítrio? Livre arbítrio! Eu não compro esta fábula.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s