Jesus é chantagem, ameaça, divisão e sofrimento.

Slide05

Cuidais vós que vim trazer paz à terra? Não, vos digo, mas antes dissensão (divisão); Porque daqui em diante estarão cinco divididos numa casa: três contra dois, e dois contra três.
O pai estará dividido contra o filho, e o filho contra o pai; a mãe contra a filha, e a filha contra a mãe; a sogra contra sua nora, e a nora contra sua sogra. Lucas 12:51-53

3 comentários sobre “Jesus é chantagem, ameaça, divisão e sofrimento.

  1. Alguém conhece este vídeo? Abraços, Isa Maria.

    O que JESUS NÃO FARIA…

    Nós sempre ouvimos sobre as muitas coisas surpreendentes que Jesus de Nazaré, aparentemente, fez, mas ninguém se pergunta sobre as coisas que Jesus supostamente poderia ter feito, sendo onipotente; porém, ou não se preocupou em fazer ou não acho que fossem tão importantes. Você sabe, coisas assim … redução da miséria e sofrimento humano … esse tipo de coisa.

  2. A questão da divisão, que o próprio Jesus Cristo falou e seus apóstolos nos transmitiram por meio dos Evangelhos, não é que Cristo que veio promover a paz, ao mesmo tempo queria dividir as famílias, o que Ele quis dizer é que todo aquele que o aceita-se como amigo, Senhor e Salvador pessoal, se fosse uma única pessoa da casa, essa pessoa iria ser perseguida por causa de sua fé, os outros a princípio e em muitos casos mesmo depois de anos, iriam quebrar os laços de afeto, a relação entre família, pois em muitos casos as famílias que não são cristãs, não aceitam que um membro ou membros da família aceitem a Jesus e seus ensinamentos que muitas vezes entram em choques com as ideologias, religiosidade, crenças, filosofia que diferencia-se do que Cristo falou e ensinou. Dai a importância do respeito as diferenças religiosas, e de qualquer outro tipo de ideologia, pois assim como todas as outras religiões e convicções devem ser respeitadas. Os cristãos, seja eles católicos, protestantes e outros grupos religiosos que creem em Cristo e em seus ensinamentos também devem ser respeitados. Cristo não é egoísta, a questão de Ele dizer que todo aquele que ama mais o pai, a mãe, o filho, a filha ou qualquer outra pessoa da família mais do que a Ele não é digno dEle. Nesse caso, Jesus Cristo não está sendo egoísta, mais Ele prova seu amor para conosco pelo fato de ter morrido em favor de muitos para remissão dos pecados como diz o Apóstolo Paulo em uma de suas cartas, Ele espera também uma demonstração de amor que seja superior a nossa que é apenas de humano para humano, o Deus Homem segundo as Escrituras Sagradas, para aqueles que creem, espera de cada um de nós que possamos amar a Ele não de forma egoísta, ou forçada, mais de forma abnegada, sem interesse uma forma que demonstre amor maior a Ele de um simples humano pecador, reconhecedor das benção recebidas de Deus por meio De Jesus Cristo, um amor maior do que pais e filhos humanos, um amor é de filhos humanos para um Pai Divino, o DEUS ETERNO. Ninguém aqui é obrigado a amar a Deus, nem a Jesus, mais o pior de tudo isso, é que muitas religiões até incentivam os sacrifícios de seus próprios filhos a deuses de pedra, de madeira, de minérios, ou de qualquer outra coisa, e a líderes religiosos humanos. A isso, ninguém quer discutir nem dizer que tais líderes que influenciam a esse tipo de prática satânica estão errados. No que diz respeito a isso, a exigem dos cristão o devido respeito por que é a cultura deles. Quanto mais respeito merecem também os cristãos, me refiro aos cristãos fieis espalhados por todas as Igrejas e grupos religiosos por esse mundo afora que inclusive constituem uma maioria de uma minoria espalhada entre elas, não aqueles que usam o Nome de Cristo para cometer atrocidades e enganos perante as massas. No entanto vejam e pesem na balança, e vejam que muitas religiões que não são cristãs, apesar das virtudes os defeitos muitas vezes superam e muito aos cristãos, e vocês porque não criticam também? O estado islâmico comete todo tipo de barbaridade, inclusive contra os cristãos sírios e a isso ninguém quer comentar não é? Vamos observar melhor as coisas.

  3. A questão da divisão, que o próprio Jesus Cristo falou e seus apóstolos nos transmitiram por meio dos Evangelhos, não é que Cristo que veio promover a paz, ao mesmo tempo queria dividir as famílias, o que Ele quis dizer é que todo aquele que o aceita-se como amigo, Senhor e Salvador pessoal, se fosse uma única pessoa da casa, essa pessoa iria ser perseguida por causa de sua fé, os outros a princípio e em muitos casos mesmo depois de anos, iriam quebrar os laços de afeto, a relação entre família, pois em muitos casos as famílias que não são cristãs, não aceitam que um membro ou membros da família aceitem a Jesus e seus ensinamentos que muitas vezes entram em choques com as ideologias, religiosidade, crenças, filosofia que diferencia-se do que Cristo falou e ensinou. Dai a importância do respeito as diferenças religiosas, e de qualquer outro tipo de ideologia, pois assim como todas as outras religiões e convicções devem ser respeitadas. Os cristãos, seja eles católicos, protestantes e outros grupos religiosos que creem em Cristo e em seus ensinamentos também devem ser respeitados. Cristo não é egoísta, a questão de Ele dizer que todo aquele que ama mais o pai, a mãe, o filho, a filha ou qualquer outra pessoa da família mais do que a Ele não é digno dEle. Nesse caso, Jesus Cristo não está sendo egoísta, mais Ele prova seu amor para conosco pelo fato de ter morrido em favor de muitos para remissão dos pecados como diz o Apóstolo Paulo em uma de suas cartas, Ele espera também uma demonstração de amor que seja superior a nossa que é apenas de humano para humano, o Deus Homem segundo as Escrituras Sagradas, para aqueles que creem, espera de cada um de nós que possamos amar a Ele não de forma egoísta, ou forçada, mais de forma abnegada, sem interesse uma forma que demonstre amor maior a Ele de um simples humano pecador, reconhecedor das benção recebidas de Deus por meio De Jesus Cristo, um amor maior do que pais e filhos humanos, um amor é de filhos humanos para um Pai Divino, o DEUS ETERNO. Ninguém aqui é obrigado a amar a Deus, nem a Jesus, mais o pior de tudo isso, é que muitas religiões até incentivam os sacrifícios de seus próprios filhos a deuses de pedra, de madeira, de minérios, ou de qualquer outra coisa, e a líderes religiosos humanos. A isso, ninguém quer discutir nem dizer que tais líderes que influenciam a esse tipo de prática satânica estão errados. No que diz respeito a isso, a exigem dos cristão o devido respeito por que é a cultura deles. Quanto mais respeito merecem também os cristãos, me refiro aos cristãos fieis espalhados por todas as Igrejas e grupos religiosos por esse mundo afora que inclusive constituem uma maioria de uma minoria espalhada entre elas, não aqueles que usam o Nome de Cristo para cometer atrocidades e enganos perante as massas. No entanto vejam e pesem na balança, e vejam que muitas religiões que não são cristãs, apesar das virtudes os defeitos muitas vezes superam e muito aos cristãos, e vocês porque não criticam também? O estado islâmico comete todo tipo de barbaridade, inclusive contra os cristãos sírios e a isso ninguém quer comentar não é? Vamos observar melhor as coisas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s