Seres Humanos x Seres Irracionais

00

Por Ana Burke.
.
Por quê eu tenho que ter uma marca? Por quê todos tem que ser carimbados e nenhum ser humano é, ou pode ser somente, e simplesmente, um humano…vivendo em paz? …Não…não… Todos têm que exibir uma estampa, um slogan…e esta estampa ou slogan deve estar visível para que sejamos aceitos por todos.

Não existe e nem pode existir privacidade ou individualidade. Pessoas não são pessoas… Elas são uma cor e valem de acordo com a sua cor. Elas são uma nacionalidade e não basta pertencer ao planeta Terra. Elas são um país e o seu valor é determinado de acordo com o lugar onde nasceram. Elas vivem num sistema de castas e são superiores ou inferiores de acordo com a classificação que este sistema deu a elas. Elas têm que ter um partido político ou pertencer a esta ou àquela denominação…
Todos têm que ser e estar inseridos num padrão e seguir este padrão. São a mesmice. Comem todos o mesmo hamburger, bebem a mesma coca-cola, vestem a mesma calça jeans e deixam de ser humanos, passando a ser uma marca e vivemos em andares subdividido em patamares…inferior…superior.

Todos são marcados como gado…e não tente pensar ou ser diferente. Você não quer usar esta marca? …Você não pode comprar esta marca? Não? Então você não é.

Você aceita o que a maioria aceita? Ótimo…agora você é civilizado…palavra horrível que tira das pessoas a sua humanidade, o seu caráter , a liberdade e a personalidade. Somos animais domesticados e adestrados…amebas.

Cada país têm a sua ilha da fantasia construída para atrair tolos e centro de compras nos quais se pode comprar etiquetas para igualar o original e integrar o “não-civilizado” a todos os outros com as mesmas características. Você não é, e não pode ser…você têm que ter. Viver para o ser humano não é simplesmente viver, têm que ser, mas têm que ser o que todos são, e possuir o que todos possuem e mais ainda têm também que estar carimbado com rótulos…fulano é maçom, fulano é magro demais…o fulano é gordo demais…o fulano é aleijado, o fulano é estudado…o fulano é ignorante…o fulano é ateu…o fulano é negro, amarelo, vermelho. E como neste mundo aloprado só têm valor a cor branca, considerada superior pelos inferiores, o seu deus também é superior, os seus mandamentos são os mandamentos que devem ser acatados e todas as outras cores se ajoelham para o seu deus, que impõe regras de conduta mesmo sabendo que todos somos uma única raça…a raça humana.

O carimbo que cada um possui trás especificações de qualidade para cada ser humano e dependendo do rótulo que este carimbo carrega, a pessoa portadora deste não será aceita pela massa… a isto se dá o nome de discriminação ou preconceito. O discriminado deve ser evitado, abandonado a própria sorte…é uma praga social podendo que pode contaminar todo o rebanho, os iguais ou os protozoários se não forem afastados, ou seja, cada um deve se transformar e se adaptar às regras estabelecidas pela massa e ser esta massa.
Eu penso em tudo isto como uma aberração…mas quem sou eu?

No sistema religioso o adestramento da massa de humanos é um fator primordial para que cada um se salve e sobreviva…é proibido viver. E todos são julgados, ou porque acredita, ou porque desacredita. Acreditar simplesmente me parece irracional…mas tudo bem. Eu não me importo a mínima com a sua crença em um deus. Eu só me importo com o que esta crença faz com as pessoas, a família destas e com milhares de pessoas à sua volta. As mentes são totalmente deterioradas e a crença ou fé se transformam em uma arma mortal nas mãos dos portadores destas crenças ou fé. Eles são transformados em um exército, e chamam a si mesmos de exército de deus…na verdade eles são batalhões compostos por loucos…loucos que convertem os outros e os forçam a ser o que eles são..a agir como eles agem…a portar a mesma crença e a frequentar a mesma igreja ou religião. Converter é a sua bandeira…precisam se salvar a qualquer custo e, sem perceber, já estão mortos e mortos podem ser levados, fazem o jogo do poder e do sistema…

O que a natureza nos proporcionou…reflexão e entendimento, são completamente embotados pelo sistema religioso…e é este o mundo dos humanos.

O animal mata…o ser humano assassina. O animal mata…o ser humano, antes de matar, tortura. O animal mata quando tem fome e para sobreviver…o ser humano é o único animal que realiza sacrifícios e sente prazer em proporcionar dor no seu semelhante. Ele mata com requinte, mata a mente…mata a vida interior, e o prazer de viver.

O ser humano é o único animal que mente, inveja, odeia…mas poderia ser diferente…Pode ser diferente porque também somos capazes de amar, de nos alegrar…não guerrear, mas conquistar.

Somos capazes de construir, de plantar árvores e quantas árvores poderiam ser plantadas enquanto estamos ajoelhados?

Quantas hortas poderiam ser plantadas para saciar a fome dos humanos famintos enquanto estamos andando em procissão e adorando estátuas?

Quantas visitas a crianças em orfanatos ou velhos em asilos poderíamos fazer enquanto estamos preocupados com os nossos demônios e infernos imaginários?

Quantas flores poderíamos plantar, colher e espalhar enquanto estamos espalhando discriminação e preconceitos?

E quantas crianças carentes poderíamos amar e cuidar enquanto estamos comprando porcarias ungidas, ou dando dízimos a homens maldosos que matam o nosso cérebro, e o cérebro dos nossos filhos?

Por que construir templos quando podemos alimentar a vida proporcionando educação e saúde a todos? Desde quando precisamos aprender o que ou quem é deus num livro quando temos uma consciência e inteligência para discernir o certo do errado?

Que deus é este que está impregnado em todas as mentes ocupando o lugar do bom senso, do discernimento, da reflexão, do entendimento e da razão? Não é isto o que nos torna especiais e nos difere dos animais irracionais? Ou seremos nós os irracionais?

Enquanto carregamos a cruz…o amor está morrendo e vidas estão se perdendo. Quem precisa de um livro ou de outros seres humanos para aprender o que é deus, ou precisa de um templo para adorar este deus, é muito pobre de espírito e deles será o Reino dos céus. Eu dispenso este reino, dispenso este tipo de salvação, dispenso a companhia dos loucos enjaulados em sua própria ignorância, dispenso o privilégio de ser chamada de escolhida, dispenso o conceito ou a crença de superioridade que estes infelizes carregam. Dispenso e quero longe da minha vida e da vida dos meus…pastores, papas, Allan Kardec e seus asseclas, os rabinos, o buda e toda a mentira e hipocrisia que acompanham estes seres…abomino tudo o que vem deles e tudo o que possa me transformar em uma massa impensante e insensível.

Não quero ser responsável, direta ou indiretamente, pela perpetuação da miséria humana. A liberdade é o bem mais precioso que existe…e poucos de nós sabe disso ou pode se dizer livres. A crença no “livre arbítrio” é uma gaiola que prende o ser humano e o vincula ao pecado.


O ser livre e consciente, não peca… ele erra e acerta.

 

Um comentário sobre “Seres Humanos x Seres Irracionais

  1. excelente texto, sinto que exagerou um pouco com o pensamento budista, que é de longe bem superior aos cristãos , judaicos , islâmicos e outros que seguem a mesma linha com deuses ditatoriais, lhe levanto a questão pois ate mesmo pelo fato de que na essência o budismo tradicional, não é religião e sim uma filosofia de vida, voltada para a meditação e crescimento interior , que não se assemelha nada em criação de cópias de pensamento, mas sim na busca individual do seu autoconhecimento e crescimento interior sem se prender a doutrinas limitantes , se seu convívio do passado ou no presente fosse numa nação budista lhe garanto que mesmo que não se interessasse por segui-la não teria nenhum incômodo com o preconceito ou atitudes “cristãs” a que somos submetidos no Brasil, tenho contato com budistas, amizades com monges budistas aqui no Brasil mesmo e são de longe pessoas de um respeito, generosos , humildes, e acolhedores no relacionamento com qualquer outras crenças ou descrenças, algo incomparável com o meio “evangélico” ou “católico” …. eu continuo mais próximo do Humanismo Universalista , mas tem de ser dito que o Budismo não merece estar no mesmo “balaio” que todas religiões…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s