Ser dependente é confortável

0000

 

 

Por Ana BurkeOs escravos, depois que se acostumaram com a vida na senzala, passaram a adorar e a amar o seu Senhor. A insegurança e o medo de abandonar a proteção do Senhor fez com que ficassem acomodados, paralizados e, ao invés de lutarem por sua liberdade, agradeciam pelos restos que sobravam ou caíam da mesa dos seus senhores. A liberdade veio, não pela luta dos negros, mas pela mão e luta de abolicionistas brancos.

Desde o princípio dos tempos a covardia e o medo sempre prevalesceram. O medo controla o ser humano e o mantêm prisioneiro. Quando vejo pessoas ajoelhadas rezando, pedindo migalhas, ou agradecendo por estas migalhas, vejo perdedores e vencidos, pessoas sem coragem de levantar a cabeça, encarar o mundo e a si mesmos. Não pensar é muito bom, o curral é seguro porque têm cercas que protegem.

A liberdade exige coragem. Viver a verdade e enfrentar adversidades não é para qualquer um. Ser um animal de estimação de líderes religiosos é muito mais confortável. Abandonar a fé e passar a pensar, refletir, ou seja, usar a razão é muito perigoso.

Palavras de Martinho Lutero:
“Se você entende o Evangelho, com razão, peço-lhe para não acreditar que ele possa ser levado a efeito sem tumulto, escândalo, sedição …. A palavra de Deus é uma espada, é uma guerra, é ruína, é escândalo .” Fonte: Carta de Martin Luther a Georg Spalatin, fevereiro 1520

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s