PRAGAS que um PAI amoroso, generoso e justo joga em cima dos filhos e filhas.

O Senhor te ferirá com loucura, e com cegueira, e com pasmo de coração;
E apalparás ao meio-dia, como o cego apalpa na escuridão, e não prosperarás nos teus caminhos; porém somente serás oprimido e roubado todos os dias, e não haverá quem te salve.
Desposar-te-ás com uma mulher, porém outro homem dormirá com ela; edificarás uma casa, porém não morarás nela; plantarás uma vinha, porém não aproveitarás o seu fruto.
O teu boi será morto aos teus olhos, porém dele não comerás; o teu jumento será roubado diante de ti, e não voltará a ti; as tuas ovelhas serão dadas aos teus inimigos, e não haverá quem te salve.
Teus filhos e tuas filhas serão dados a outro povo, os teus olhos o verão, e por eles desfalecerão todo o dia; porém não haverá poder na tua mão.
O fruto da tua terra e todo o teu trabalho, comerá um povo que nunca conheceste; e tu serás oprimido e quebrantado todos os dias.
E enlouquecerás com o que vires com os teus olhos.
O Senhor te ferirá com úlceras malignas nos joelhos e nas pernas, de que não possas sarar, desde a planta do teu pé até ao alto da cabeça.
O Senhor te levará a ti e a teu rei, que tiveres posto sobre ti, a uma nação que não conheceste, nem tu nem teus pais; e ali servirás a outros deuses, ao pau e à pedra.
E serás por pasmo, por ditado, e por fábula, entre todos os povos a que o Senhor te levará.
Lançarás muita semente ao campo; porém colherás pouco, porque o gafanhoto a consumirá.
Plantarás vinhas, e cultivarás; porém não beberás vinho, nem colherás as uvas; porque o bicho as colherá.
Em todos os termos terás oliveiras; porém não te ungirás com azeite; porque a azeitona cairá da tua oliveira.
Filhos e filhas gerarás; porém não serão para ti; porque irão em cativeiro.
Todo o teu arvoredo e o fruto da tua terra consumirá a lagarta.
O estrangeiro, que está no meio de ti, se elevará muito sobre ti, e tu mais baixo descerás;
Ele te emprestará a ti, porém tu não emprestarás a ele; ele será por cabeça, e tu serás por cauda.
E todas estas maldições virão sobre ti, e te perseguirão, e te alcançarão, até que sejas destruído; porquanto não ouviste à voz do Senhor teu Deus, para guardares os seus mandamentos, e os seus estatutos, que te tem ordenado;
E serão entre ti por sinal e por maravilha, como também entre a tua descendência para sempre.
Porquanto não serviste ao Senhor teu Deus com alegria e bondade de coração, pela abundância de tudo.
Assim servirás aos teus inimigos, que o Senhor enviará contra ti, com fome e com sede, e com nudez, e com falta de tudo; e sobre o teu pescoço porá um jugo de ferro, até que te tenha destruído.
O Senhor levantará contra ti uma nação de longe, da extremidade da terra, que voa como a águia, nação cuja língua não entenderás;
Nação feroz de rosto, que não respeitará o rosto do velho, nem se apiedará do moço;
E comerá o fruto dos teus animais, e o fruto da tua terra, até que sejas destruído; e não te deixará grão, mosto, nem azeite, nem crias das tuas vacas, nem das tuas ovelhas, até que te haja consumido;
E sitiar-te-á em todas as tuas portas, até que venham a cair os teus altos e fortes muros, em que confiavas em toda a tua terra; e te sitiará em todas as tuas portas, em toda a tua terra que te tem dado o Senhor teu Deus.
E comerás o fruto do teu ventre, a carne de teus filhos e de tuas filhas, que te der o Senhor teu Deus, no cerco e no aperto com que os teus inimigos te apertarão.
Quanto ao homem mais mimoso e delicado no meio de ti, o seu olho será maligno para com o seu irmão, e para com a mulher do seu regaço, e para com os demais de seus filhos que ainda lhe ficarem;
De sorte que não dará a nenhum deles da carne de seus filhos, que ele comer; porquanto nada lhe ficou de resto no cerco e no aperto, com que o teu inimigo te apertará em todas as tuas portas.
E quanto à mulher mais mimosa e delicada no meio de ti, que de mimo e delicadeza nunca tentou pôr a planta de seu pé sobre a terra, será maligno o seu olho contra o homem de seu regaço, e contra seu filho, e contra sua filha;
E isto por causa de suas páreas, que saírem dentre os seus pés, e para com os seus filhos que tiver, porque os comerá às escondidas pela falta de tudo, no cerco e no aperto, com que o teu inimigo te apertará nas tuas portas.
Se não tiveres cuidado de guardar todas as palavras desta lei, que estão escritas neste livro, para temeres este nome glorioso e temível, o SENHOR TEU DEUS,
Então o Senhor fará espantosas as tuas pragas, e as pragas de tua descendência, grandes e permanentes pragas, e enfermidades malignas e duradouras;
E fará tornar sobre ti todos os males do Egito, de que tu tiveste temor, e se apegarão a ti.
Também o Senhor fará vir sobre ti toda a enfermidade e toda a praga, que não está escrita no livro desta lei, até que sejas destruído.
E ficareis poucos em número, em lugar de haverem sido como as estrelas dos céus em multidão; porquanto não destes ouvidos à voz do Senhor teu Deus.
E será que, assim como o Senhor se deleitava em vós, em fazer-vos bem e multiplicar-vos, assim o Senhor se deleitará em destruir-vos e consumir-vos; e desarraigados sereis da terra a qual passais a possuir […]
E nem ainda entre estas nações descansarás, nem a planta de teu pé terá repouso; porquanto o Senhor ali te dará coração agitado, e desfalecimento de olhos, e desmaio da alma.
E a tua vida, como em suspenso, estará diante de ti; e estremecerás de noite e de dia, e não crerás na tua própria vida.
Pela manhã dirás: Ah! quem me dera ver a noite! E à tarde dirás: ah! quem me dera ver a manhã! pelo pasmo de teu coração, que sentirás, e pelo que verás com os teus olhos.
E o Senhor te fará voltar ao Egito em navios, pelo caminho de que te tenho dito; nunca jamais o verás; e ali sereis vendidos como escravos e escravas aos vossos inimigos; mas não haverá quem vos compre.  Deuteronômio 28:28-68

………………………..


Texto do Livro Sagrado escrito por Deus e usado nas escolas e nas igrejas para educar crianças. Não se esquecendo que este mesmo PAI matou milhares e, inclusive, o próprio filho.


Se o seu filho não te der ouvidos, você fará o mesmo?

 

Um comentário sobre “PRAGAS que um PAI amoroso, generoso e justo joga em cima dos filhos e filhas.

  1. Toda impiedade e imundice humana volta como um bumerang o que os homens mesmo produziram, isso colherão! Os Israelitas eram excessivamente maus, viviam em abominações internas, então DEUS disse: vocês acham que eu não sou? Minha é ira é vivam com a minha ausência e provem as conseqüências e fiquem entregues aos seus próprios atos! A seus próprio “falsos deuses” ao seu culto aos anjos, sem minha graça, sem minha ajuda, sem mim! O livro de Oséias explica bem isso, Deus tinha motivo inegável para repudiar Israel: As prostituições e adultérios espirituais dela. Ele, porém, gostaria de poupá-la. Para fazer isso, teria que ver o arrependimento dela. A rejeição do povo seria temporária. (Gênesis 12:3). Ele também disse que mudaria a sorte do povo: De “Não-Meu-Povo” para “Filhos do Deus Vivo”; De Desfavorecida para Favor, Israel e Judá se uniriam sob uma só cabeça. Em (1 Pd 2:10) é citado esta mudança de nomes para mostrar as bênçãos espirituais recebidas pelo povo espiritual da Nova Aliança. Os cristãos são os filhos do Deus Vivo, favorecidos por ele. Jesus é o único cabeça deste povo (Ef 1:22-23). Deus sempre está disposto a perdoar, mas a falta de arrependimento do pecador impede a comunhão. Se Israel não se arrepender, Deus a deixaria sofrer as conseqüências do pecado. Ela se tornaria em terra seca e os filhos sofreriam. Quando Israel foi atrás de amantes (ídolos), ela achou que eles fossem a fonte das suas necessidades. Deus, como marido, impediu o acesso de Israel aos seus amantes, dando-lhe motivo para voltar e buscar o marido. De fato, não foram os amantes e sim o próprio Senhor que sustentava Israel. Ela tomou as coisas que Deus lhe deu e as usou para servir Baal (um falso deus). Quando Israel insistiu em praticar a prostituição espiritual, Deus decidiu abandona-la. A conseqüência disso: Israel ficou exposta diante dos amantes, onde os outros perceberam a pobreza e nudez dela. Deus destruiu as coisas que ela recebeu, supostamente, dos amantes e deixou o povo sofrer durante um determinado tempo, conforme o tempo em que andava na idolatria. Tais conseqüências do erro podem ser exatamente o que precisa para refletir e chegar ao arrependimento e servem como sombra das coisas futuras. Depois do período de sofrimento, Israel é atraída de novo pelo próprio marido

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s