Kardecistas, Umbandistas, Candomblecistas, Evangelismo e catolicismo. Todos são Espíritas.

religioes

Por Ana Burke

Os espíritas Kardecistas acreditam que só se comunicam com espíritos superiores e evoluídos. E não sou eu quem está dizendo. Converso com muitos, escuto e observo.

Ele normalmente recebem ou entram em contato com espíritos da mesma forma como recebem ou entram em contato com espíritos os umbandistas e os candomblecistas. Mas pra eles existe uma enorme diferença entre este ritual (dizem que não seguem rituais), ou seja, o ritual apresentado no vídeo abaixo e as suas sessões espíritas.

Enquanto as entidades espíritas na Umbanda são personagens populares como “preto Velho”, “Caboclo”, etc., os kardecistas só se comunicam com espíritos “graduados” (todos tiveram diplomas universitários ou eram famosos) principalmente médicos, escritores, etc. Chamam o seu espiritismo de “mesa branca”. Por quê? Está claro o preconceito e a discriminação.

Eu já vi os espíritas kardecistas chamarem pessoas que sofrem ou que estão, segundo eles, num patamar inferior de “irmãozinho sofredor”. Ou seja, os seus iguais não são seus iguais porque, segundo eles a sociedade dividida em castas é normal. Existe o “baixo espiritismo” para os espíritos mais atrasados e o “alto”espiritismo”, o espiritismo de mesa branca como era chamado para os mais evoluídos. Só não falam mais assim porque já se tocaram que isto é discriminação e preconceito.

Será que todos os espíritos que, supostamente, se comunicaram com Kardec e ditaram o seu livro sagrado ( a sua bíblia espírita) seriam superiores? Por quê seriam superiores? Por quê acreditam que existe alguma verdade naqueles livros de Kardec?

Os espíritas kardecistas discriminam e são preconceituosos, além de insensíveis, na minha opinião. Por quê? Quando se deparam, ou sabem que alguém está sofrendo muito, ou com doenças, ou miséria, ou um outro problema sério, eles dizem que isto é necessário para que a pessoa evolua, que ela escolheu ou está destinada a sofrer, ou seja, a pessoa que sofre é porque merece sofrer e isto é bom para a sua evolução espiritual. Qual a diferença entre este ensinamento e o ensinamento dos católicos que dizem que o sofrimento santifica? Nenhum.

São egoístas e materialistas. Gostam tanto deste mundo que nunca mais querem sair dele. Querem morrer, reencarnar..morrer e reencarnar…e estar sempre aqui. Ajudam alguém? Sim. Segundo eles, assim como fazem em outras religiões, PRECISAM fazer caridade porque, sem caridade não há salvação.

Os cristãos de forma geram fazem caridade também e tudo o que fazem, fazem esperando algo em troca. No caso, receber uma graça de Deus ou negociam com Deus a tal da salvação. Ninguém é caridoso porque é caridoso. Eles fazem trocas com Deus: “Senhor Deus, me dá isto que eu faço aquilo”.

Os evangélicos são os que mais discriminam espíritas em geral. Perseguem muito mais os Umbandistas do que os outros espíritas e o motivo é bem visível. Eles também recebem os seus espíritos dentro das suas igrejas, rodam, pulam, dançam e caem no chão. Enquanto os espíritas de maneira geral recebem os espíritos de seres humanos que já morreram, os evangélicos recebem e têm no corpo, nada mais e nada menos que os espíritos dos demônios. Tiram os demônios e na primeira dificuldade eles correm para a igreja porque os demônios entraram no corpo deles novamente e estão atrapalhando a sua vida de alguma forma. Ficam doentes? Culpa dos demônios. Têm problemas financeiros? culpa dos demônios. A igreja deles está sempre abarrotada de demônios, a casa deles têm demônios e tudo o que dá errado é por ação dos demônios. Hoje em dia não existe nenhuma diferença entre um terreiro de Umbanda e uma igreja evangélica ou mesmo católica onde as pessoas também recebem espíritos que chamam de “Espírito Santo de Deus”.

E como é o espírito santo de Deus que eles recebem? Não falam receber. Falam “descansar no espírito”.

O Espírito Santo que eles dizem se comunicar com ele é este. Observe:

“Eu sou o Senhor, vosso Santo, o Criador de Israel, vosso Rei.” Isaías 43:15

Agora observe a Santidade deste Espírito: 

“Assim diz o Senhor Deus de Israel: Cada um ponha a sua espada sobre a sua coxa; e passai e tornai pelo arraial de porta em porta, e mate cada um a seu irmão, e cada um a seu amigo, e cada um a seu vizinho.” Êxodo 32:27

Portanto, Tanto evangélicos como católicos recebem o espírito do pior dos assassinos, um espírito que ensina na bíblia que se deve matar o irmão, o amigo e o vizinho. Não existe nada santo em religião nenhuma.

Todos os religiosos são pedintes, fazem chantagem e aceitam as chantagens de Deus ou Jesus como se fosse muito normal ser chantageado. Observe o exemplo:

“Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.” Marcos 16:16. Onde está o tal “Livre Arbítrio”??????

CONCLUSÃO: TODOS SÃO ESPÍRITAS. Católicos, evangélicos, Kardecistas, Umbandistas e Candomblecistas.
Faltou aqui citar muitas outras religiões, mas uma coisa é certa: Todas as religiões cultuam, louvam, veneram e glorificam espíritos, ou de seres humanos já mortos ou espíritos de demônios, ou o Espírito Santo, o pior de todos os demônios, entre outros.

Tudo é farinha do mesmo saco.

9 comentários sobre “Kardecistas, Umbandistas, Candomblecistas, Evangelismo e catolicismo. Todos são Espíritas.

  1. Justiça Federal: Reconheça a Umbanda e o Candomblé como religião
    Porque fere o estatuto de Igualdade Racial onde nos protege quanto a Intolerância Religiosa oriunda de outras religiões sobretudo a Evangélica. Nos excluir enquanto religiosos, é criar para toda comunidade de terreiro afro-descendente um grande constrangimento, é dar força ao preconceito em relação aos umbandistas e candomblecistas. Nossas crianças seriam alvo de chacota e humilhação em suas escolas, nossa luta em prol da igualdade etnica também seria ferida, logo que a maior parte dos adeptos da Umbanda e Candomblé são negros. Se não temos uma “bíblia” é porque somos uma …

    http://www.avaaz.org/po/petition/Justica_Federal_Reconheca_a_Umbanda_e_o_Candomble_como_religiao/?pv=2

  2. Muito bom,percebo a força do discernir em sua alma livre e iluminada frente a ignorância coletiva ou individual.Sei que conhecedora dos significados teológicos,muitas religiões são o resultado da antropofagia humana e vivemos a milênios na supremacia do mais forte,visto quê a ignorância não faz questão de não se fazer aparente.Já fui evangélico,católico,kardecista e hoje sou grato a consciência e a razão compreendi o eu xamã,meu eu racional,animal e metafísico.Compreendo é afirmo as suas conclusões e agradeço por promover reafirmando o sentido do verbo a humana libertação!Parabéns,muita força e luz nos seus caminhos!

  3. Os evangélicos , os muçulmanos, os católicos, os hindus, todos eles possuem , de alguma maneira, sua luz. Negar isso seria intolerância e absoluta falta de consciência. Cada um caminha com a sua “verdade”, ou melhor, com sua própria concepção da verdade, rumo a uma verdade maior que vai, aos poucos , recriando novos conceitos da vida, do universo e da essência da própria razão de ser e de existir.
    Pois , como disse um grande mestre indiano: ” A humanidade não caminha do erro para a verdade, mas sim de uma verdade para uma verdade ainda maior”. O importante é nunca assumir a pretensão de ser mandatário exclusivo da verdade, e tolerar, irmanar, considerar cada ser humano como digno de sua própria verdade. Só então estaremos no caminho de alguma “verdade maior”.

  4. Lendo este teu artigo, Ana Burke, nos primeiros parágrafos você diz ter buscado informações acerca dos fatos que te levaram a publicar tão matéria! Eu te pergunto: por ventura teria participado de alguma reunião mediúnica numa Casa Espírita!? Se vc disser que sim, seu artigo está equivocado, incompleto! E se disser que não, vc terá apresentado um artigo falho, desfalcado de fatos!
    Quando vc chama a todas as religiões, doutrinas e filosofias de “farinha do mesmo saco”, tem aí um firme propósito de denegrir, menosprezar as crenças das pessoas, como se o que vc acredita – se é que acredita em alguma coisa- seja o melhor! Aliás vc tem alguma filosofia de vida pelo menos!?
    Bem me admira você falar em discriminação e preconceito, quando o que mais faz em seu artigo é justamente isto! Ou seja dois pesos e duas medidas!

  5. Boa tarde a todos,
    Gostei do seu artigo por mais que acredito que nele tenha meias verdades.
    Eu como pessoa acredito que todas as religiões tem a sua verdade que de certo não é a verdade absoluta já que nós não somos absolutos.
    Porem não é colocando os pontos fracos ou colocando nossa própria opinião que daremos soluções a estas questões e sim o contrario.
    Fui católico, evangélico, umbandista, kardecista e hoje estou muito bem no candomblé.
    Quando as pessoas me criticam só falo que sou feliz aqui e isto é tudo que preciso.
    que todas os lugares que passei foram bons e me ajudaram de alguma forma porem gosto daqui.
    desta forma sou melhor pra mim, criticar só gera irritação e mais descriminação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s