As Religiões e a Discriminacão contra as Viúvas

Slide08
Por Ana Burke
.Os casamentos com mulheres muito jovens é o “pulo do gato” porque meninas jovens se submetem mais facilmente aos desmandos e caprichos dos maridos. Muitas delas são negociadas pela própria família que as vendem como mercadoria para serem escravas sexuais, nunca conheceram outra realidade, nunca conheceram o amor, são usadas por seus donos segundo os seus desejos e instintos, tem muitos filhos pra cuidar, não lhes é permitido que estudem, muitas nunca lêem um livro e são mantidas em completa ignorância sobre a sua própria condição, sempre servil.

A poligamia é uma prática abominável porque tira das mulheres a dignidade e a igualdade na relação homem/mulher. A mulher é sempre inferior ao homem, é ele quem dita as leis que regem a família e, na maior parte das vezes estas mulheres vivem uma vida inteira em pobreza absoluta. Muitas nunca conheceram outra realidade, nunca conheceram o amor, são usadas como mercadorias, tem muitos filhos pra cuidar, não lhes é permitido que estudem, nunca lêem um livro e são mantidas em completa ignorância sobre a sua própria condição, sempre servil. Quanto a trabalhar e ganhar o próprio sustento é quase impossível porque todos os direitos lhes são negados e como não tem outra opção, elas tem que se submeter aos desmandos da sociedade a qual pertencem.

.

As Viúvas na Índia

Citando a India como exemplo, as mulheres se casam meninas e a partir do momento da morte do marido, são consideradas amaldicoadas, são violentadas, abusadas e passam a viver na rua sendo evitadas por todos. A partir do momento em que ela perde o marido, perde também o seu status na sociedade, passando a ser uma espécie de praga ou mau agouro pela família do marido e pela sua própria família.

Segundo o último censo oficial existem cerca de 45 milhões de viúvas na Índia sendo uma em cada 4 famílias. Na cultura Hindu, quando o marido morre, a esposa não tem mais propósito em sua vida, e até no ano de 1.827 a esposa era cremada (queimada) viva ao lado do corpo do marido, num ritual conhecido como SATI. Embora tenha sido abolido, muitos casos ainda acontecem desde então, porém um outro tipo de SATI, talvez mais terrível, é praticado hoje com todas as viúvas da Índia. Elas não são mais queimadas vivas, porém, são impedidas de continuar vivendo, tendo que se submeter a vida de pobreza e exclusão, são perseguidas e humilhadas, só lhes restando, como alternativa, esperar a morte.

Na bíblia a mulher não é tratada diferente. Mulher, no geral, em todas as religiões atuais, é maltratada e tida como serva e escrava sexual dos maridos e outros animais inferiores que se dizem pertencer à raça humana. Elas são toleradas dentro das igrejas porque são a maioria dos fiéis e contribuem mais com trabalho e conversão, levando toda a sua família, filhos(as) e netos(as) para dentro das igrejas sustentando financeiramente a mordomia dos seus ungidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s