Slide09

A Igreja Católica tenta abrandar o fato de ter sido escravagista e distorce quando conta as suas histórias. O número de escravos foi muito maior do que o número que aparece em seus registros e, pelo que se sabe, NUNCA NENHUM DELES FOI LIBERTADO. Se realmente A Senhora de Aparecida intercedeu pelos escravos como dizem os católicos, porque ela não deu o exemplo libertando os seus próprios escravos? Mentirosos e Hipócritas. 

Outro costume interessante, eram “As Promessas”. Naquela época, constituía-se um hábito normal, dar um escravo a um Santo em pagamento de alguma promessa. Só NOSSA SENHORA APARECIDA, conforme os registros da Cúria, recebeu mais de 60 escravos. Isto significa dizer, que uma pessoa fazia uma promessa solicitando uma graça e prometia se alcançasse o benefício, dar um escravo de presente à VIRGEM MARIA. Os escravos ficavam a serviço da Igreja, trabalhando com o Padre na Fazenda Paroquial, ou com o Tesoureiro em providências necessárias ao abastecimento da propriedade agrícola ou da Igreja, em completo gozo de seus direitos humanos, ou seja, em plena liberdade. E por isso também, nutriam grande afeição pela MÃE DE DEUS. Em toda oportunidade, davam mostras de seu amor, ofertando a NOSSA SENHORA, buquês de flores silvestres, que zelosamente traziam para ornar o Altar da SANTA MÃE.”

…….………….

A Igreja Católica leva algumas pessoas ingênuas a acreditarem, como se pode ver em alguns lugares na internete, que a Libertação dos escravos no Brasil foi por intercessão de Nossa Senhora Aparecida. 

Fontes:

“O Estado de São Paulo”. São Paulo, 10 de outubro de 1987, p. 15.

http://apostled.tripod.com/milag.html

Senhora de Aparecida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s