CHICO XAVIER: A Farsa sobre Públio Lêntulo e a Carta “Retrato de Cristo”

Publius Lentulus, em pintura de Delpino Filho.

Publius Lentulus, em pintura de Delpino Filho.

* * * * *

Francisco Cândido Xavier, ou Chico Xavier, escreveu um livro entitulado “Há dois mil anos”, que segundo os espíritas o  autor é o espírito Emmanuel, reencarnado como Publius Lentulus Cornelius (ou Públio Lêntulo Cornélio). Ele também afirma em seu livro que Públio Lêntulo conviveu com Jesus, que Jesus curou a filha deste de lepra, que a esposa, Lívia, se tornara cristã e que o mesmo foi importante no julgamento de Jesus.

Graças à digitalização feita pela Biblioteca Nacional de diversos periódicos do país, muita coisa sobre o espiritismo no Brasil está vindo a lume. E eis que descobri uma reportagem de Attila Paes Barreto no “Diário de Notícias” de 12/08/1944 em que ele revela a fonte que Chico Xavier se baseou para compor seu guia espiritual de toda a sua vida, “Emmanuel/Públio Lêntulo”. E o melhor de tudo, a fonte já está disponibilizada para que todos queiram consultar ou fazer download.

* * * * *  

A DUPLA DO BARULHO 

O sr. Agrippino Grieco fora vitima de uma ilusão (a falta de cultura e de inteligência de Chico Xavier) e deixara-se impressionar por certa anomalia psicofisiológica que ele não conhecia e que nem um Charles Richet, nem um William James, nem um René Sudre, nem um HarryPrice, para não citar outros, jamais consideraram fenômeno metapsíquico, anomalia da qual resulta aquilo que na moderna psicofisiologia se chama — escrita semi-mecânica ou semi-automática.

Os indivíduos, como o Chico, que a possuem, por sua livre e espontânea vontade e em dia e hora previamente marcados. empunham um lápis e deixam que sua mãozinha corra sobre uma folha de papel espalhando sobre ela o que lhe sai (ou o que eles acumularam) na sua própria fantasia, na sua própria imaginação, ou o que eles (e não este ou aquele espírito sentem ou sabem a respeito deste ou daquele assunto.

Suas leituras anteriores, seu nível intelectual e seus estados emocionais — condicionam — toda a sua chamada “produção mediúnica”.

Eis algo do que eu vinha sustentando, sozinho, pela imprensa de Minas, de mais de um ano para cá.

Sustentando sozinho e enfrentando quanto espírita se atravessava na minha frente, para tentar fazer-me calar de qualquer maneira.

Pois muito bem. David Nasser e Jean Manson, a dupla do barulho, numa sensacional reportagem levada a efeito em Pedro Leopoldo, verificaram e fotografaram tudo quanto eu, até então, sozinho, e enfrentando quanto espírita se atravessava na minha frente, vinha sustentando pela imprensa de Minas!

Até Tolstoi, David Nasser e Jean Manzon encontraram na estante de Chico Xavier.

Um livro como “O homem, esse desconhecido”, fora, por Chico Xavier (talvez numa ânsia de se conhecer a si próprio), devorado em quatro horas de seguida leitura.

Está de parabéns, repito, a dupla do quadro especial dos “Diários Associados”.

Agora, uma coisa: tivessem David Nasser e Jean Manzon revolvido toda aquela papelada que encontraram no quarto de Chico Xavier, e talvez, ainda encontrassem, ali, não “ La Grande Enciclopedia Espanhola” ou outro camalhaço qualquer e, sim uma seletinha do prof. Marques da Cruz e uma coletânea intitulada “Crestomatia”, do prof. Radagasio Taborda, obras adotadas ou de uso aconselhado nos estabelecimentos de ensino em Minas Gerais e origem de Publius Lentulus, do hoje famoso Publius Lentulus de Pedro Leopoldo.

Attila Paes Barreto

Para baixar o livro “Crestomatia” siga o link abaixo. A referência ao Públio Lêntulo está nas páginas 105-106.

Poderemos ver que toda a descrição sobre “Retrato de Cristo”, se encontra neste livro escolar. 

https://mega.co.nz/#!scsyTYqa!BUNbRCUBqKpctNsHEaP_a2E4nNhavjZzTUt613CNbAY.  

* * * * *

Retrato de Cristo

Descrição plagiada do livro “crestomatia”

Públio Lêntulo, nobre romano que governava a Judéia no tempo do Jesus Cristo, em uma carta que dirigiu ao Senado do grande Império e até hoje incontestada, faz da pessoa do Homem Deus a descrição que abaixo reproduzimos:

“No momento em que vos escrevo, existe aqui um homem de singular virtude, que se chama Jesus.

“Os bárbaros o têm em conta de profeta, mas os seus sectários[1] o adoram como filho dos deuses imortais. Ressuscita os mortos e cura os enfermos, falando-lhes e tocando-os.

“É de estatura elevada e bem conformada, de aspecto ingênuo e venerável. Seus cabelos de uma cor indefinível caem-lhe em anéis até abaixo das orelhas e espalham-se pelos ombros[2] com uma graça infinita, trazendo-os ele repartidos, à moda dos Nazarenos.”[3]

“Tem fronte larga e espaçosa, e as faces coloridas de amável rubor. O nariz e a boca, de uma admirável regularidade. A barba, da mesma cor dos cabelos, desce-lhe espessa até os peitos, bipartida, à semelhança de forquilha. Os olhos brilhantes, claros e pequenos.

“Prega com majestade;[4] e suas exortações são cheias de brandura. Fala com muita eloqüência e gravidade. Ninguém jamais o viu rir: muitos porém o têm visto chorar, não poucas vezes. É sobremodo sábio, moderado e modesto, um homem, enfim, que, por suas divinas perfeições, eleva-se acima de todos os filhos dos homens”.

[1] Sectário: aquele que professa as doutrinas de uma seita, ou religião; assecla.

[2] A grafia hombros não se justifica.

[3] Seita religiosa antiga entre os hebreus.

[4] A grafia majestade não é abonada pela etimologia (do acusativo majestatens em latim).

Como se vê, além de o livro ser adotado nas escolas de Minas Gerais, ele trata tal personagem como real, o que é um erro já desmentido diversas vezes. No Brasil, além do sr. Attila Paes Barreto, o historiador mineiro Lúcio José dos Santos à época já tentava evitar que tal erro se propagasse, infelizmente sem sucesso. Isso somente prova, mais uma vez, que nem todos “engoliram” o pseudo-Lêntulo, e mais, que, SE A FEB REALMENTE QUISESSE, se fosse de seu interesse, poderia ter sustado a farsa ainda, praticamente, em seu nascedouro.

Disponível em: http://obraspsicografadas.org/2013/descoberta-a-origem-de-pblio-lntulo/ na data de 24/02/2014.

* * * * *

Contestação da Carta atribuída a Públio Lêntulo

Por Ana Burke

Para quem não sabe, Publius Lentulus ou Públio Lêntulo era um suposto senador romano que talvez tenha vivido na Galiléia na época de Jesus e o tenha conhecido. É o que diz a suposta carta mostrada acima denominada “Retrato de Jesus” . É fácil saber que esta carta foi fabricada, falsificada, porque Jesus, se existiu, não poderia combinar em nada com esta descricão. Isto porque os hebreus, todos, eram negros de origem, e como os etíopes. Eles tinham, portanto, origem africana. A própria bíblia afirma isto:

Não me sois, vós, ó filhos de Israel, como os filhos dos etíopes? diz o Senhor: Não fiz eu subir a Israel da terra do Egito, e aos filisteus de Caftor, e aos sírios de Quir? Amós 9:7

Além da bíblia, temos também imagens, pinturas, gravuras ou desenhos deixados pelos primeiros cristãos:  

(A pintura de parede abaixo, retratando a cura do paralítico, é a mais antiga representação conhecida de Jesus, que data de cerca de 235 d.C. A pintura foi encontrada em 1921 na parede do lado esquerdo da câmara batismal da igreja-casa em Dura-Europos, no rio Eufrates, na Síria moderna. Ela agora faz parte da coleção Europos Dura na Galeria da Universidade de Yale de Belas Artes).

Compare o Jesus da foto com a descrição de Chico Xavier: 

É de estatura elevada (onde?) e bem conformada, de aspecto ingênuo e venerável. Seus cabelos de uma cor indefinível caem-lhe em anéis até abaixo das orelhas e espalham-se pelos ombros[2] com uma graça infinita, trazendo-os ele repartidos, à moda dos Nazarenos.”[3]

Tem fronte larga e espaçosa, e as faces coloridas de amável rubor (aqui se afirma que Jesus era branco). O nariz e a boca, de uma admirável regularidade. A barba, da mesma cor dos cabelos, desce-lhe espessa até os peitos, bipartida, à semelhança de forquilha. Os olhos brilhantes, claros e pequenos.

* * * * *

Confirmando  a Mentira

Existe uma outra versão da mesma carta mostrada acima e intitulada, o “Retrato de Jesus”. Esta versão nos diz completamente o oposto da “suposta” carta atribuída a Públio Lêntulo. 

No primeiro século o escritor “judeu” Flávio Josefo (37-100 d.C.) escreveu o mais antigo testemunho não-bíblico de Jesus a partir de registros oficiais romanos aos quais ele teve acesso. Ele passa esta informação no seus trabalho em Halosis trabalho ou a “Captura (de Jerusalém)”, escrito por volta de 72 d.C., Josefo discutida “a forma humana de Jesus e suas obras maravilhosas.” Infelizmente o seu textos passaram por mãos cristãs que os alteraram, removendo o material ofensivo. Felizmente, no entanto, o estudioso bíblico Robert Eisler, em um estudo clássico de 1931, reconstruiu o testemunho de Josefo baseado em uma antiga tradução para o russo recém-descoberta que preservou o texto original grego. De acordo com a reconstrução de Eisler, a mais antiga descrição não-bíblica de Jesus tem a seguinte redação:

Naquela época, também apareceu um homem de poder mágico … se valer a pena chamá-lo de um homem, [cujo nome é Jesus], a quem [certos] gregos chamam de filho de Deus, mas os seus discípulos o chamam de “o verdadeiro profeta” … ele era um homem de aparência simples, idade madura, de pele negra (melagchrous), estatura baixa, de três côvados de altura, corcunda, prognathous (literalmente “com um rosto comprido ‘[macroprosopos]), um nariz comprido , sobrancelhas que se reuniam acima do nariz … com escasso [encaracolado] cabelo, mas com uma linha no meio da cabeça a moda dos nazarenos e uma barba subdesenvolvida .

Este homem pequeno, de pele negra, maduro, corcunda, chamado Jesus, com uma monocelha, cabelo encaracolado curto e barba subdesenvolvida NÃO tem qualquer semelhança com o “Retrato de Cristo” do suposto Emmanuel ou Públio Lêntulo. Este mais antigo registro textual, combina mais com a antiga evidência iconográfica,

* * * * *

Outra PROVA da farsa, da fraude sobre a suposta carta de Públio Lêntulo

A seguir temos uma moeda do reinado do imperador bizantino Justiniano II (685-711 d.C.): Busto de Cristo em ouro sólido em frente, com cabelo encaracolado (trancinhas talvez), barba curta, segurando o Evangelhos na mão esquerda, a cruz atrás da cabeça; no verso vemos Justiniano à esquerda e Tibério à direita. O vendedor, David R. Sear, forneceu um certificado de autenticidade para esta moeda, com a seguinte explicação: O retrato nesta moeda foi baseado em um ícone acreditado pelas pessoas da época como tendo uma semelhança miraculosa da aparência real de Cristo.

Percebam que o Cristo da moeda não tem NADA da descrição dada por Chico Xavier e a suposta reencarnação de Emmanuel, Públio Lêntulo. Mas ao contrário, tem TUDO da descrição dada pela carta de Flávio Josefo. 

prognathous (literalmente “com um rosto comprido ‘[macroprosopos]), um nariz comprido , sobrancelhas que se reuniam acima do nariz … com escasso [encaracolado] cabelo, mas com uma linha no meio da cabeça a moda dos nazarenos e uma barba subdesenvolvida 

jesus_coin_2

A  descrição de Josefo sobre Jesus foi agora apoiada pela nova ciência de antropologia forense. Em 2002, os cientistas forenses britânicos e arqueólogos israelenses reconstruíram o que acreditam ser a imagem mais precisa de Jesus com base em dados obtidos a partir de uma abordagem multi-disciplinar.

Em dezembro de 2002 a “Popular Science Magazine” publicou uma reportagem de capa sobre os resultados que confirmam que Jesus teria sido baixo (estatura), em torno de 1,5 m5, o cabelo “curto com cachos”, um rosto castigado pelo tempo “, o que teria feito com que ele parecesse mais velho, “Olhos e pele escuros:” ele provavelmente parecia muito mais como um semita de pele escura do que os ocidentais estão acostumados a ver “, concluíram. A evidência textual, visual e científica concorda, então: Jesus provavelmente era um semita de baixa estatura, pele escura, cabelo encaracolado curto e olhos escuros.

* * * * *

Outras provas de que a carta ou Públio Lêntulo é uma mentira, uma farsa montada.

Esta imagem abaixo nos mostra Maria e Jesus, NEGROS.

* * * * *

Observe a foto

two_popes

* * * * *

 

Em 2004, Jesus foi eleito o maior ícone negro de todos os tempos, pelo jornal New Nation, o que levou a um debate sobre a cor de sua pele.

Apesar de as representações comuns, nas culturas ocidentais, do jesus loiro, de olhos azuis e visual hippie, todas as evidências apontam para o fato de que jesus não poderia ter sido de extração escandinava e certamente era um irmão de cor”, disse o jornal.

Esta bíblia abaixo mostra todos os hebreus negros, INCLUSIVE Adão e Eva. O que faz cair por Terra a Teoria da Raça Adâmica superior, mais inteligente e constituída por BRANCOS descrita por Kardec e confirmada pelo suposto espírito de Públio Lêntulo ou Emmanuel de Chico Xavier.

ADÃO E EVA

Adão e Eva. Bíblia de 1611

* * * * *

Como Allan Kardec descreve a Raça Adâmica

38. – De acordo com o ensino dos Espíritos, foi uma dessas grandes imigrações, ou, se quiserem, uma dessas colônias de Espíritos, vinda de outra esfera, que deu origem à raça simbolizada na pessoa de Adão e, por essa razão mesma, chamada raça adâmica.

Quando ela aqui chegou, a Terra já estava povoada desde tempos imemoriais, como a América, quando aí chegaram os europeus. Mais adiantada do que as que a tinham precedido neste planeta, a raça adâmica é, com efeito, a mais inteligente, a que impele ao progresso todas as outras.

A Gênese no la mostra, desde os seus primórdios, industriosa, apta às artes e às ciências, sem haver passado aqui pela infância espiritual, o que não se dá com as raças primitivas, mas concorda com a opinião de que ela se compunha de Espíritos que já tinham progredido bastante.

Tudo prova que a raça adâmica não é antiga na Terra e nada se opõe a que seja considerada como habitando este globo desde apenas alguns milhares de anos, o que não estaria em contradição nem com os fatos geológicos, nem com as observações antropológicas, antes tenderia a confirmá-las.

39. – No estado atual dos conhecimentos, não é admissível a doutrina segundo a qual todo o gênero humano procede de uma individualidade única, de há seis mil anos somente a esta parte. Tomadas à ordem física e à ordem moral, as considerações que a contradizem se resumem no seguinte:

Do ponto de vista fisiológico, algumas raças apresentam característicos tipos particulares, que não permitem se lhes assinale uma origem comum. Há diferenças que evidentemente não são simples efeito do clima, pois que os brancos que se reproduzem nos países dos negros não se tornam negros e reciprocamente. O ardor do Sol tosta e brune a epiderme, porém nunca transformou um branco em negro, nem lhe achatou o nariz, ou mudou a forma dos traços da fisionomia, nem lhe tornou lanzudo e encarapinhado o cabelo comprido e sedoso (Pessoas que não tem o cabelo sedoso e pele branca não são evoluídas espiritualmente).

Sabe-se hoje que a cor do negro provém de um tecido especial subcutâneo, peculiar à espécie. Há-se, pois, de considerar as raças negras, mongólicas, caucásicas como tendo origem própria (Impossível todos terem sido gerados da mesma fonte, o espírito é evoluído ou não, dependendo da cor da pele) como tendo nascido simultânea ou sucessivamente em diversas partes do globo. O cruzamento delas produziu as raças mistas secundárias. Os caracteres fisiológicos das raças primitivas constituem indício evidente de que elas procedem de tipos especiais. As mesmas considerações aplicam, conseguintemente, assim aos homens, quanto aos animais, no que concerne à pluralidade dos troncos. (Cap. X, nos 2 e seguintes.)

Nada do que Allan Kardec diz acima é verdade. NADA. Ele não está falando em espiritualidade, mas em conhecimentos adquiridos e classifica as pessoas de acordo com a aparência física destas. Mas mesmo que fosse assim, nada é verdade e ele, como um suposto educador, deveria saber disso. E está mentindo descaradamente dizendo que os povos que estavam aqui antes dos brancos eram mais atrasados do que estes. Impossível e é muito fácil provar isto e um dos exemplos pode ser a Suméria e o egito se formos considerar civilizaçoes e não tribos.

A Suméria, os mesopotâmios, núbios, fenícios, e egípcios por exemplo deixaram legados com valores incalculáveis para a humanidade e nenhum deles pertencia à “Raça Adâmica” e não falando aqui também nos povos do Vale do Indo, chineses, Japoneses e nativos das américas.

Veremos aqui apenas uma amostra do que realmente significa “ser evoluído” e “ser atrasado”, tanto em açoes como espiritualmente falando.

* * * * *

E Allan Kardec acrescenta ainda:

O NEGRO pode ser belo para o negro, como um gato é belo para um gato; mas não é belo no sentido absoluto, porque os seus traços grosseiros, seus lábios espessos acusam a materialidade dos instintos; podem bem exprimir as paixões violentas, mas não saberiam se prestar às nuanças delicadas dos sentimentos e às modulações de um espírito fino […] 

o HOTENTOTE é de uma raça inferior; então, perguntaremos se o Hotentote é um homem ou não. Se é um homem, por que Deus o fez, e à sua raça, deserdado dos privilégios concedidos à raça caucásica? Se não é um homem, porque procurar fazê-lo cristão?

Ver mais em

https://mega.co.nz/#!scsyTYqa!BUNbRCUBqKpctNsHEaP_a2E4nNhavjZzTUt613CNbAY

http://anpekla.com/2013/08/20/a-verdadeira-aparencia-de-jesus/ 

http://anpekla.com/2013/10/07/hebreus-afirmam-que-jesus-nunca-existiu-e-provam-adulteracoes-da-igreja-catolica/

http://anpekla.com/2013/10/09/as-mentiras-de-allan-kardec/

http://www.exsurge.com.br/apologeticas/espiritas/textos%20espiritas/oracismodeallankardec.htm http://www.nacaomestica.org/KardecMFP.htm Allan Kardec, O Livro dos Espíritos, Instituto de Difusão Espírita, Araras, São Paulo, sem data, capítulo V, p. 126, 127. Allan Kardec, A Gênese, Cap. XI – Gênese Espiritual, 29-32. Allan Kardec, Obras Póstumas, retirado dehttp://www.amplasistemas.com.br/sites/kardec/htmlpublico/kardec001/ppo2191.htm. http://obraspsicografadas.org/2013/descoberta-a-origem-de-pblio-lntulo/

72 comentários sobre “CHICO XAVIER: A Farsa sobre Públio Lêntulo e a Carta “Retrato de Cristo”

  1. Querida irmã,

    Não consegui de maneira alguma, mesmo me esforçando ao máximo entender todo o conteúdo escrito acima como provas de contestações contra a obra achada pelo padre Alemão em 14xx datado da época de cristo.
    O documento existe, pode ser consultado na biblioteca católica, porém a igreja católica considera o documento como apócrifo.
    Os ataques de farsa contra chico Xavier e demais doutrinas são desprovidos de ciência e se baseiam puro fanatismo contra qualquer fé religiosa.
    Os comentários ou documentários que julgam desmentir as mistificações são apenas relatos igualmente não comprovados. Como desmentir algo com fatos não constatados?

    Para criticar qualquer conteúdo, o mesmo necessita ser estudado a fundo e não superficialmente.
    Fica evidente que o livro Há dois mil anos e a carta de Publio lentulos (em latim) não foi lido e investigada pela critica do site.

    O objetivo deste site prometia conteúdo sério, mas julga com paixão.
    A apresentação dos estudos comparativos baseados na razão, possibilidades, estatísticas, projeções e/ou abertura de opinião para conclusões conforme nível individual de liberdade de consciência faz parte de estudos que alavanquem o pensamento da humanidade.

    Da forma que está exposta parece mais que a paixão cega esta tentando convencer consciências ao invés de libertá-las a concluírem por si própria.

    Este sim é o comportamento de pessoas com limitação, por isso acredito que a abordagem deva ser outra, imparcial e baseada em verdade, não em verdades parciais!

    Espero compreensão pelo comentário,
    Um grande abraço,
    Eduardo

      • Ana Burke… o blog e seu e você escreve o que quiser né… até mesmo do que você não conhece! Há quantos anos estuda o Espiritismo? Eu estudo há 25 anos… não tenho mediunidade, mas eu não ligo para os fenômenos e sim para a parte moral que toca o Espiritismo ou a Doutrina Espirita. Quando você esgotar tudo sobre a DE, sobre Kardec, Chico e ver com o coração as bençãos derramadas por esses dois e por tantos que trabalham em nome das crenças, não só Espírita,mas qualquer outra… ai a gente volta a conversar. Se você não estiver disposta a estudar a DE então fale apenas daquilo que você conhece.

      • Você estuda o espiritismo como os crentes estudam a bíblia com os pastores e o que eles dizem aos crentes é sempre verdadeiro. Você não estuda o espiritismo de forma imparcial. Você não é uma pesquisadora. Você é uma crente.

      • por que antes de criar um blog nao vai estudar a gramatica ? Se nao sabe nem escrever como quer contestar algo tao profundo?? Me pergunto se voce realmente conhece o q julga,aposto q nunca lera o livro nem mesmo o envangelho .. Nao critique oq esta alem de sua compreensão,cada um tem sua liberdade de expressao e eu desejo do fundo do meu coracao que ninguem a retire,mas por favor estude ..

      • Olha…vocês espíritas são mais fanáticos do que qualquer outro religioso. Você foi conferir pra ver se o que está dito é falso? NÃO! Quer continuar cega. A técnica da infantilidade e imaturidade…criticar o argumentador. Mercedes Dantas. Pessoas como você me dão pena. Abraços

    • Eduardo! Ótimo comentário 🙂
      Faltou rigor científico de fato ( talvez ausência do conceito de epistemologia e diferença entre a análise do método científico nas diferentes áreas da ciência em si) , noção sobre o contexto de época da escrita de cada um dos autores e pensadores, as citações foram feitas aleatóriamente e cortadas intencionalmente, e , por fim, sobrou ódio a religiosidade e absoluta falta de respeito no discurso. Uma pena.

  2. Se Jesus não tivesse existido, deveríamos duvidar da existência de Sócrates, Platão, Aristóteles, Arquimedes, Pitágoras; para não falarmos do criador da ciência moderna- Galileu e também Newton. Se até hoje, após séculos, lemos os diálogos de Sócrates, o banquete de Platão, as obras de Aristóteles, os teoremas de Pitágoras, o heliocentrismo de Galileu e Keppler bem como a física mecanicista de Newton, deveríamos nos perguntar por que não temos retratos deles mas apenas pinturas destas personagens embora suas obras permaneçam até hoje em nossas bibliotecas e a certeza de que eles existiram também. Devemos lembrar que ninguém sobrevive mais de 2015 anos como representação de uma mentira. Além do mais devemos duvidar também da existência de Moisés e dos antigos profetas, enfim, de todo o antigo testamento que profetizou a chegada do Messias (Jesus), até porque não existem retratos deles, apenas uma estátua de Moisés esculpida por Michelângelo. Quanto à História, mesmo a oficial é repleta de erros e interpretações pessoais. Mas não vejo interesse ou benefício em fazer enxergar um cego, que se compraz na cegueira.

      • Você é louca!… Sócrates, Platão por ex existiram, existem registros disso. Por que só Jesus não existiu na sua falsa visão?… por que existe o aC dC?
        Não estou aqui defendendo religião A ou B, nem mesmo Cristo pois sei que Ele existiu, existe e voltará para dar a sentença ao mundo.
        Te aconselho que ponhas freio na sua “lingua” e nas suas diabólicas pesquisas. Estou avisando para que eu não seja culpado pela sua possível perdição.

  3. Qualquer um tem o direito de contestar o que quiser. O próprio Jesus é questionado sobre muitas coisas. Deus é questionado. Cada um caminha no seu entendimento. A única coisa que não se pode questionar é o ensinamento moral do amor, porque para isso é preciso primeiro entender e depois praticar. Que possamos propagar o bem, mensagens do bem. A única coisa que temos como afirmar é que não levaremos nada material daqui e se alguns podem acreditar, a vida não termina aqui.Então,assim, algum dia talvez possamos confrontar o que é verdade ou não. Mas o trabalho de caridade que o Chico fez dificilmente será alcançado por quem só pensa materialmente. Tudo o que precisamos é mais amor, menos julgamentos, mais trabalho na caridade, mais perdão.

    • Robson…
      Que pessoa iluminada e inteligente é você. Tem um historiador que confirmou a existência de Publio através de uma tese defendida… mas quem não está disposto a saber, jamais vai procurar e não sou eu quem vai ajudar. Podem falar o que quiser de Chico, mas porque não falam que ele não usou um tostão das suas obras em beneficio próprio. Que mal Chico fez para ser tão criticado? Fica a pergunta! Parabéns pela sua opinião que está acima de qualquer preconceito.

      • Você estuda o espiritismo como os crentes estudam a bíblia com os pastores e o que eles dizem aos crentes é sempre verdadeiro. Você não estuda o espiritismo de forma imparcial. Você não é uma pesquisadora. Você é uma crente. Procure outras fontes, inclusive históricas.

    • A verdadeira caridade espírita é a divulgação da doutrina espírita. Frase de Emmanuel Evandro. Ou seja, a sua caridade é falsa porque tem um propósito escuso, mal cheiroso e este propósito implica em que sempre deve existir pobres para que você possa praticar a sua caridade. A verdadeira caridade é transformar o ser humano em pessoas melhores, com as mesmas oportunidades de emprego, moradia, alimentação e educação e eu não vejo os espíritas fazendo nada disso. Eles dão esmolas e eu não chamo isto de caridade.

      Caridade Espírita
      Por Ana Burke

      Os espíritas entendem que todas as pessoas que estão sofrendo no mundo, fome, em prisões, guerras, doenças, etc., estão sofrendo porque merecem sofrer, ou escolheram sofrer e é preciso que sofram para atingir a evolução. Se entende também que as pessoas miseráveis ou que sofrem não podem ser ajudadas porque isto poderia atrapalhar na sua evolução. Este é um ensinamento comodista e injusto que como parte da doutrina espírita só faz criar pessoas frias, egoístas, hipócritas e calculistas.

      O mais evoluído é normalmente uma pessoa branca, que possui uma graduação ou é famosa. E todos os espíritas considerados evoluídos são uma reencarnação destas mesmas pessoas famosas, ricas ou possuidoras de algum título importante que esta possuía em vidas anteriores segundo eles próprios e, enfim, segundo a doutrina espírita, o outro sofre porque merece sofrer e é bom deixá-lo lá com o seu sofrimento porque senão estariam atrapalhando a sua evolução espiritual.

      Todos os kardecistas se acham evoluídos espiritualmente. São pessoas de caráter fraco e materialistas que só sabem olhar o próprio umbigo. Sonham em permanecer eternamente neste planeta empesteando a raça humana com a sua ignorância e falta de respeito pelo próximo. Se são felizes e estão bem acomodados, o são porque merecem, são afortunados e o outro, aquele que está na rua jogado e maltratado, merece o sofrimento, e o destino que está tendo.

      A caridade que os espíritas fazem é realmente caridade, aquela coisa que acontece DE CIMA PARA BAIXO, do superior para o inferior onde a mão que recebe está sempre embaixo ou abaixo. O espírita não faz caridade porque é um bom ser humano. Eles só praticam a tal caridade porque “sem caridade não há Salvação”. Eles são imunes ao sofrimento alheio e a sua falsa caridade só é praticada porque a seita espírita precisa ser expandida e a sua doutrina precisa ser divulgada como se pode ver abaixo:

      “A maior caridade que podemos fazer em relação a Doutrina Espírita é a sua Divulgação.” Emmanuel

      • Engraçado Ana, parece que existe um certo ódio seu com o espiritismo.
        Recomendo você estudar mais o espiritismo e conhecer de verdade(não só no achismo) as pessoas que são espíritas ou grupos que tentam levar a sério.
        1 – Os mais evoluídos não são os brancos, simplesmente não existe essa distinção para os espíritas que conheço. Você até pode considerar que o Allan Kardec era racista, isso eu não nego. Porém considero que como todas a religiões, o espiritismo também tem seus erros e contradições, ser humano infelizmente é falível, cabe a nós identificarmos isso. Mas voltando a questão racismo, no espiritismo temos um grande orador, chamado Raul Teixeira, negro! Em resumo, cor, orientação e tantas outras coisas não definem evolução.
        2 – Espiritismo não prega essa caridade a nível social como você citou e muito menos ter que deixar alguém na miséria por ser merecimento. A maior caridade que podemos fazer por alguém é no nível moral e se podemos ajudar as pessoas a melhorar suas vidas moralmente e inclusive na condições que você citou(moradia, emprego e etc) temos mais é que ajudar. Ninguém tem que morrer na miséria e nem se conformar com isso, porém se veio assim tem uma explicação(senão você poderia chamar Deus ou o criador de injusto) e cabe a pessoa se mobilizar para mudar sua situação e cabe a nós ajudarmos também.
        3 – Todos os kardecistas se acham evoluídos? De onde você tirou isso? Conhecemos incontáveis exemplos de seres que não foram espiritas mas que consideramos extremamente evoluídos. Evolução independe de religião.
        A grande caridade não é propagar a Doutrina Espírita, o certo é que independente da sua crença ou falta dela, somos seres que temos o dever de ajudar ao próximo, pouco importa no fim a doutrina espirita perto disso.
        Enfim, faça suas críticas, porém com menos ódio, pois seu texto infelizmente deixa isso prevalecer…

      • Olha…vocês espíritas são mais fanáticos do que qualquer outro religioso. Quer continuar cego. A técnica da infantilidade e imaturidade…criticar o argumentador. Pessoas como você me dão pena. Abraços

  4. Bom dia Eduardo, não percas seu tempo expondo fatos à pessoas presunçosas, e ignaras, Quando Professor Hippolyte Leon Denizard Rivail (Allan Kardec) escreve sobre negros (Óbras Postumas)Allan Kardec, iria revizá-lo, pois era apenas rascunhos,( ele Kardec, desencarnou antes) os apressados correram em publica-lo, contendo erros.O Prof. foi um dos mais destacados alunos de Pestalozzi criador de um sistema para educação, dos mais aplicados mo mundo ocidental.Críticos sempre haverão, afinal somos um dos planeta mais atrasados.Porem as críticas são estímulos, indicam que vce está no caminho certo.Tenha um excelente ano.

      • Ignorante do Allan Kardec? Você fala daquele que aos 13 anos de idade, assumiu o Instituto de Pestallozzi, em Yverdon, Suiça a pedido do próprio Pestallozi, enquato este havia se ausentado em uma viajem. Você se refere ao Professor Rivail, o ignorante que aos 18 anos escreve curso teórico e prático de aritmética para crianças, o mesmo que escreveu livro de gramática Francesa e também escrevia sobre pedagogia, traduzia livros do Alemão e do inglês. Além de dar aulas gratuitas de física, química, astronomia e anatomia, dentre outras obras importantes. Você sabia que o professor Rivail foi um eminente cientista e que passou a ser perseguido após os estudos e a compilação da doutrina espírita? Sabia que este nunca enriqueceu, nunca julgou o credo de outros, nem tão pouco se interessou em fazer prosélitos. Minha cara, se você tem as suas convicções pessoas, que as tenha! isso é problema seu. Mas os seus argumentos são baixos e caluniosos. Mas não importa o que você diz, o que eu digo, somos meros seres insignificantes. A grandeza da verdade, da justiça e do amor prevalecerá, sempre!! Apenas ressalto o seguinte questionamento. Chamar de ignorantes pessoas que você nem ao menos tem conhecimento de causa, atacar pessoas pela sua fé, ou atacar Jesus não move em nada a grandeza da verdade como eu disse, apenas amargura ainda mais seu coração desesperado. E que direito tens tu de julgar outros quando você mesma não parece fazer nada em prol do próximo. O que foi que você já fez ou faz de tão grandioso que te da o direito de chamar os outros de ignorantes? que conhecimentos sobre espiritismo você tem para julgar? São apenas convicções pessoais, mais carregadas de personalismo do que fatos.

      • Não são apenas convicções Fátima. Chamo Alan Kardec de Ignorante e o porque está muito bem explicado. Você é crente e debater com crentes é impossível porque a fé exclui a razão. Tenha uma boa Noite.

    • Marco… Quem lê na integra o texto sobre a “Perfectibilidade das raças” e interpreta realmente fazendo uma análise real jamais vê algum preconceito ali. Além de que, no Livro dos Espíritos há um combate ferrenho em relação ao preconceito contra a raça negra. A forma mais expressa desse combate é quando os Espíritos falam que um branco nasce como negro para sentir na pele os mandos e desmandos sobre os escravos. Se Kardec fosse preconceituoso jamais deixaria passar assim… como assim, um branco nascer negro? As pessoas precisam aprender a deixar que cada um tenha seu poder de escolha, livre arbítrio. Não se pode falar do caroço a alguém que só entende da casca. Adorei essa matéria porque, mesmo sendo critica, me fez pensar o quanto o homem aida está atrasado criticando a crença alheia e que não vai mudar nada. As pessoas precisam fazer algo de util para que o mundo seja melhor e não pior e Chico, Divaldo, Zilda Arns, Raul Teixeira e muitos outros são importantes por que fazem diferente. Não condenam… apenas fizeram e fazem seu trabalho de reestruturação do planeta.

      • Você estuda o espiritismo como os crentes estudam a bíblia com os pastores e o que eles dizem aos crentes é sempre verdadeiro. Você não estuda o espiritismo de forma imparcial. Você não é uma pesquisadora. Você é uma crente. Procure outras fontes, inclusive históricas.

  5. Concordo com o comentário de Eduardo.
    Percebi no site , não imparcialidade , mas conteúdos carregados de paixão e também falta de conhecimento a cerca da Doutrina Espírita.

  6. Esse trecho que está entre parenteses no item 39 do livro A Gênese não consta. Aconselho a caríssima autora do blog que estude Kardec para ter embasamento no que criticar.

      • A verdadeira caridade espírita é a divulgação da doutrina espírita. Frase de Emmanuel Evandro. Ou seja, a sua caridade é falsa porque tem um propósito escuso, mal cheiroso e este propósito implica em que sempre deve existir pobres para que você possa praticar a sua caridade. A verdadeira caridade é transformar o ser humano em pessoas melhores, com as mesmas oportunidades de emprego, moradia, alimentação e educação e eu não vejo os espíritas fazendo nada disso. Eles dão esmolas e eu não chamo isto de caridade.

        Caridade Espírita
        Por Ana Burke

        Os espíritas entendem que todas as pessoas que estão sofrendo no mundo, fome, em prisões, guerras, doenças, etc., estão sofrendo porque merecem sofrer, ou escolheram sofrer e é preciso que sofram para atingir a evolução. Se entende também que as pessoas miseráveis ou que sofrem não podem ser ajudadas porque isto poderia atrapalhar na sua evolução. Este é um ensinamento comodista e injusto que como parte da doutrina espírita só faz criar pessoas frias, egoístas, hipócritas e calculistas.

        O mais evoluído é normalmente uma pessoa branca, que possui uma graduação ou é famosa. E todos os espíritas considerados evoluídos são uma reencarnação destas mesmas pessoas famosas, ricas ou possuidoras de algum título importante que esta possuía em vidas anteriores segundo eles próprios e, enfim, segundo a doutrina espírita, o outro sofre porque merece sofrer e é bom deixá-lo lá com o seu sofrimento porque senão estariam atrapalhando a sua evolução espiritual.

        Todos os kardecistas se acham evoluídos espiritualmente. São pessoas de caráter fraco e materialistas que só sabem olhar o próprio umbigo. Sonham em permanecer eternamente neste planeta empesteando a raça humana com a sua ignorância e falta de respeito pelo próximo. Se são felizes e estão bem acomodados, o são porque merecem, são afortunados e o outro, aquele que está na rua jogado e maltratado, merece o sofrimento, e o destino que está tendo.

        A caridade que os espíritas fazem é realmente caridade, aquela coisa que acontece DE CIMA PARA BAIXO, do superior para o inferior onde a mão que recebe está sempre embaixo ou abaixo. O espírita não faz caridade porque é um bom ser humano. Eles só praticam a tal caridade porque “sem caridade não há Salvação”. Eles são imunes ao sofrimento alheio e a sua falsa caridade só é praticada porque a seita espírita precisa ser expandida e a sua doutrina precisa ser divulgada como se pode ver abaixo:

        “A maior caridade que podemos fazer em relação a Doutrina Espírita é a sua Divulgação.” Emmanuel

      • A verdadeira caridade espírita é a divulgação da doutrina espírita. Frase de Emmanuel Evandro. Ou seja, a sua caridade é falsa porque tem um propósito escuso, mal cheiroso e este propósito implica em que sempre deve existir pobres para que você possa praticar a sua caridade. A verdadeira caridade é transformar o ser humano em pessoas melhores, com as mesmas oportunidades de emprego, moradia, alimentação e educação e eu não vejo os espíritas fazendo nada disso. Eles dão esmolas e eu não chamo isto de caridade.

        Caridade Espírita
        Por Ana Burke

        Os espíritas entendem que todas as pessoas que estão sofrendo no mundo, fome, em prisões, guerras, doenças, etc., estão sofrendo porque merecem sofrer, ou escolheram sofrer e é preciso que sofram para atingir a evolução. Se entende também que as pessoas miseráveis ou que sofrem não podem ser ajudadas porque isto poderia atrapalhar na sua evolução. Este é um ensinamento comodista e injusto que como parte da doutrina espírita só faz criar pessoas frias, egoístas, hipócritas e calculistas.

        O mais evoluído é normalmente uma pessoa branca, que possui uma graduação ou é famosa. E todos os espíritas considerados evoluídos são uma reencarnação destas mesmas pessoas famosas, ricas ou possuidoras de algum título importante que esta possuía em vidas anteriores segundo eles próprios e, enfim, segundo a doutrina espírita, o outro sofre porque merece sofrer e é bom deixá-lo lá com o seu sofrimento porque senão estariam atrapalhando a sua evolução espiritual.

        Todos os kardecistas se acham evoluídos espiritualmente. São pessoas de caráter fraco e materialistas que só sabem olhar o próprio umbigo. Sonham em permanecer eternamente neste planeta empesteando a raça humana com a sua ignorância e falta de respeito pelo próximo. Se são felizes e estão bem acomodados, o são porque merecem, são afortunados e o outro, aquele que está na rua jogado e maltratado, merece o sofrimento, e o destino que está tendo.

        A caridade que os espíritas fazem é realmente caridade, aquela coisa que acontece DE CIMA PARA BAIXO, do superior para o inferior onde a mão que recebe está sempre embaixo ou abaixo. O espírita não faz caridade porque é um bom ser humano. Eles só praticam a tal caridade porque “sem caridade não há Salvação”. Eles são imunes ao sofrimento alheio e a sua falsa caridade só é praticada porque a seita espírita precisa ser expandida e a sua doutrina precisa ser divulgada como se pode ver abaixo:

        “A maior caridade que podemos fazer em relação a Doutrina Espírita é a sua Divulgação.” Emmanuel

      • Caridade Espírita
        Por Ana Burke

        Os espíritas entendem que todas as pessoas que estão sofrendo no mundo, fome, em prisões, guerras, doenças, etc., estão sofrendo porque merecem sofrer, ou escolheram sofrer e é preciso que sofram para atingir a evolução. Se entende também que as pessoas miseráveis ou que sofrem não podem ser ajudadas porque isto poderia atrapalhar na sua evolução. Este é um ensinamento comodista e injusto que como parte da doutrina espírita só faz criar pessoas frias, egoístas, hipócritas e calculistas.

        O mais evoluído é normalmente uma pessoa branca, que possui uma graduação ou é famosa. E todos os espíritas considerados evoluídos são uma reencarnação destas mesmas pessoas famosas, ricas ou possuidoras de algum título importante que esta possuía em vidas anteriores segundo eles próprios e, enfim, segundo a doutrina espírita, o outro sofre porque merece sofrer e é bom deixá-lo lá com o seu sofrimento porque senão estariam atrapalhando a sua evolução espiritual.

        Todos os kardecistas se acham evoluídos espiritualmente. São pessoas de caráter fraco e materialistas que só sabem olhar o próprio umbigo. Sonham em permanecer eternamente neste planeta empesteando a raça humana com a sua ignorância e falta de respeito pelo próximo. Se são felizes e estão bem acomodados, o são porque merecem, são afortunados e o outro, aquele que está na rua jogado e maltratado, merece o sofrimento, e o destino que está tendo.

        A caridade que os espíritas fazem é realmente caridade, aquela coisa que acontece DE CIMA PARA BAIXO, do superior para o inferior onde a mão que recebe está sempre embaixo ou abaixo. O espírita não faz caridade porque é um bom ser humano. Eles só praticam a tal caridade porque “sem caridade não há Salvação”. Eles são imunes ao sofrimento alheio e a sua falsa caridade só é praticada porque a seita espírita precisa ser expandida e a sua doutrina precisa ser divulgada como se pode ver abaixo:

        “A maior caridade que podemos fazer em relação a Doutrina Espírita é a sua Divulgação.” Emmanuel

      • Os espíritas entendem que todas as pessoas que estão sofrendo no mundo, fome, em prisões, guerras, doenças, etc., estão sofrendo porque merecem sofrer, ou escolheram sofrer e é preciso que sofram para atingir a evolução. Se entende também que as pessoas miseráveis ou que sofrem não podem ser ajudadas porque isto poderia atrapalhar na sua evolução. Este é um ensinamento comodista e injusto que como parte da doutrina espírita só faz criar pessoas frias, egoístas, hipócritas e calculistas.

        O mais evoluído é normalmente uma pessoa branca, que possui uma graduação ou é famosa. E todos os espíritas considerados evoluídos são uma reencarnação destas mesmas pessoas famosas, ricas ou possuidoras de algum título importante que esta possuía em vidas anteriores segundo eles próprios e, enfim, segundo a doutrina espírita, o outro sofre porque merece sofrer e é bom deixá-lo lá com o seu sofrimento porque senão estariam atrapalhando a sua evolução espiritual.

        Todos os kardecistas se acham evoluídos espiritualmente. São pessoas de caráter fraco e materialistas que só sabem olhar o próprio umbigo. Sonham em permanecer eternamente neste planeta empesteando a raça humana com a sua ignorância e falta de respeito pelo próximo. Se são felizes e estão bem acomodados, o são porque merecem, são afortunados e o outro, aquele que está na rua jogado e maltratado, merece o sofrimento, e o destino que está tendo.

        A caridade que os espíritas fazem é realmente caridade, aquela coisa que acontece DE CIMA PARA BAIXO, do superior para o inferior onde a mão que recebe está sempre embaixo ou abaixo. O espírita não faz caridade porque é um bom ser humano. Eles só praticam a tal caridade porque “sem caridade não há Salvação”. Eles são imunes ao sofrimento alheio e a sua falsa caridade só é praticada porque a seita espírita precisa ser expandida e a sua doutrina precisa ser divulgada como se pode ver abaixo:

        “A maior caridade que podemos fazer em relação a Doutrina Espírita é a sua Divulgação.” Emmanuel

      • A verdadeira caridade espírita é a divulgação da doutrina espírita. Frase de Emmanuel Evandro. Ou seja, a sua caridade é falsa porque tem um propósito escuso, mal cheiroso e este propósito implica em que sempre deve existir pobres para que você possa praticar a sua caridade. A verdadeira caridade é transformar o ser humano em pessoas melhores, com as mesmas oportunidades de emprego, moradia, alimentação e educação e eu não vejo os espíritas fazendo nada disso. Eles dão esmolas e eu não chamo isto de caridade.

        Caridade Espírita
        Por Ana Burke

        Os espíritas entendem que todas as pessoas que estão sofrendo no mundo, fome, em prisões, guerras, doenças, etc., estão sofrendo porque merecem sofrer, ou escolheram sofrer e é preciso que sofram para atingir a evolução. Se entende também que as pessoas miseráveis ou que sofrem não podem ser ajudadas porque isto poderia atrapalhar na sua evolução. Este é um ensinamento comodista e injusto que como parte da doutrina espírita só faz criar pessoas frias, egoístas, hipócritas e calculistas.

        O mais evoluído é normalmente uma pessoa branca, que possui uma graduação ou é famosa. E todos os espíritas considerados evoluídos são uma reencarnação destas mesmas pessoas famosas, ricas ou possuidoras de algum título importante que esta possuía em vidas anteriores segundo eles próprios e, enfim, segundo a doutrina espírita, o outro sofre porque merece sofrer e é bom deixá-lo lá com o seu sofrimento porque senão estariam atrapalhando a sua evolução espiritual.

        Todos os kardecistas se acham evoluídos espiritualmente. São pessoas de caráter fraco e materialistas que só sabem olhar o próprio umbigo. Sonham em permanecer eternamente neste planeta empesteando a raça humana com a sua ignorância e falta de respeito pelo próximo. Se são felizes e estão bem acomodados, o são porque merecem, são afortunados e o outro, aquele que está na rua jogado e maltratado, merece o sofrimento, e o destino que está tendo.

        A caridade que os espíritas fazem é realmente caridade, aquela coisa que acontece DE CIMA PARA BAIXO, do superior para o inferior onde a mão que recebe está sempre embaixo ou abaixo. O espírita não faz caridade porque é um bom ser humano. Eles só praticam a tal caridade porque “sem caridade não há Salvação”.

      • A verdadeira caridade espírita é a divulgação da doutrina espírita. Frase de Emmanuel Evandro. Ou seja, a sua caridade é falsa porque tem um propósito escuso, mal cheiroso e este propósito implica em que sempre deve existir pobres para que você possa praticar a sua caridade. A verdadeira caridade é transformar o ser humano em pessoas melhores, com as mesmas oportunidades de emprego, moradia, alimentação e educação e eu não vejo os espíritas fazendo nada disso. Eles dão esmolas e eu não chamo isto de caridade.

        Caridade Espírita
        Por Ana Burke

        Os espíritas entendem que todas as pessoas que estão sofrendo no mundo, fome, em prisões, guerras, doenças, etc., estão sofrendo porque merecem sofrer, ou escolheram sofrer e é preciso que sofram para atingir a evolução. Se entende também que as pessoas miseráveis ou que sofrem não podem ser ajudadas porque isto poderia atrapalhar na sua evolução. Este é um ensinamento comodista e injusto que como parte da doutrina espírita só faz criar pessoas frias, egoístas, hipócritas e calculistas.

        O mais evoluído é normalmente uma pessoa branca, que possui uma graduação ou é famosa. E todos os espíritas considerados evoluídos são uma reencarnação destas mesmas pessoas famosas, ricas ou possuidoras de algum título importante que esta possuía em vidas anteriores segundo eles próprios e, enfim, segundo a doutrina espírita, o outro sofre porque merece sofrer e é bom deixá-lo lá com o seu sofrimento porque senão estariam atrapalhando a sua evolução espiritual.

        Todos os kardecistas se acham evoluídos espiritualmente. São pessoas de caráter fraco e materialistas que só sabem olhar o próprio umbigo. Sonham em permanecer eternamente neste planeta empesteando a raça humana com a sua ignorância e falta de respeito pelo próximo. Se são felizes e estão bem acomodados, o são porque merecem, são afortunados e o outro, aquele que está na rua jogado e maltratado, merece o sofrimento, e o destino que está tendo.

      • A verdadeira caridade espírita é a divulgação da doutrina espírita. Frase de Emmanuel Evandro. Ou seja, a sua caridade é falsa porque tem um propósito escuso, mal cheiroso e este propósito implica em que sempre deve existir pobres para que você possa praticar a sua caridade. A verdadeira caridade é transformar o ser humano em pessoas melhores, com as mesmas oportunidades de emprego, moradia, alimentação e educação e eu não vejo os espíritas fazendo nada disso. Eles dão esmolas e eu não chamo isto de caridade.

    • A verdadeira caridade espírita é a divulgação da doutrina espírita. Frase de Emmanuel Evandro. Ou seja, a sua caridade é falsa porque tem um propósito escuso, mal cheiroso e este propósito implica em que sempre deve existir pobres para que você possa praticar a sua caridade. A verdadeira caridade é transformar o ser humano em pessoas melhores, com as mesmas oportunidades de emprego, moradia, alimentação e educação e eu não vejo os espíritas fazendo nada disso. Eles dão esmolas e eu não chamo isto de caridade.

      Caridade Espírita
      Por Ana Burke

      Os espíritas entendem que todas as pessoas que estão sofrendo no mundo, fome, em prisões, guerras, doenças, etc., estão sofrendo porque merecem sofrer, ou escolheram sofrer e é preciso que sofram para atingir a evolução. Se entende também que as pessoas miseráveis ou que sofrem não podem ser ajudadas porque isto poderia atrapalhar na sua evolução. Este é um ensinamento comodista e injusto que como parte da doutrina espírita só faz criar pessoas frias, egoístas, hipócritas e calculistas.

      O mais evoluído é normalmente uma pessoa branca, que possui uma graduação ou é famosa. E todos os espíritas considerados evoluídos são uma reencarnação destas mesmas pessoas famosas, ricas ou possuidoras de algum título importante que esta possuía em vidas anteriores segundo eles próprios e, enfim, segundo a doutrina espírita, o outro sofre porque merece sofrer e é bom deixá-lo lá com o seu sofrimento porque senão estariam atrapalhando a sua evolução espiritual.

      Todos os kardecistas se acham evoluídos espiritualmente. São pessoas de caráter fraco e materialistas que só sabem olhar o próprio umbigo. Sonham em permanecer eternamente neste planeta empesteando a raça humana com a sua ignorância e falta de respeito pelo próximo. Se são felizes e estão bem acomodados, o são porque merecem, são afortunados e o outro, aquele que está na rua jogado e maltratado, merece o sofrimento, e o destino que está tendo.

      A caridade que os espíritas fazem é realmente caridade, aquela coisa que acontece DE CIMA PARA BAIXO, do superior para o inferior onde a mão que recebe está sempre embaixo ou abaixo. O espírita não faz caridade porque é um bom ser humano. Eles só praticam a tal caridade porque “sem caridade não há Salvação”. Eles são imunes ao sofrimento alheio e a sua falsa caridade só é praticada porque a seita espírita precisa ser expandida e a sua doutrina precisa ser divulgada como se pode ver abaixo:

      “A maior caridade que podemos fazer em relação a Doutrina Espírita é a sua Divulgação.” Emmanuel

  7. Meus caros!

    Não percamos nosso tempo em discussões que a nada constroem. Empreguemos nossos esforços em prol de nosso aperfeiçoamento íntimo, a fim de trabalharmos cada vez mais no campo da caridade, humildade, benevolência, tolerância, paciência, indulgência, compreensão, respeito, fraternidade, solidariedade, progresso, paz… enfim, do amor. É do que precisa este mundo nestes tempos difíceis por que passamos. E é também dessa forma que conseguiremos compreender e conviver em harmonia com as diferenças de cada um. Pois que elas sempre existirão.

    Cada um caminha no seu passo, e cada qual tem o seu tempo de amadurecimento. Aprendamos e aceitemos isso. Com certeza nossa jornada será bem mais suave.

    “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” -Jó 8:32

    “Quando os pensamentos se elevam, as atitudes também se elevam.” -Huang Po

    Que Deus a todos ampare e ilumine.

  8. Nos não conhecemos Deus, mas conhecemos as Obras de Deus. Exemplificando: nosso sistema solar, o Planeta Terra, viaja a uma velocidade incrível no espaço, dá volta em seu eixo a cada 24 horas e a cada 365 dias dá volta em torno do sol. E o mais interessante não têm (porcaria) de motor nenhum. Agora, fica mais fácil entender as Obras de Deus. Nos temos (2) duas teorias: (1) primeira a chamada evolução natural da espécie e a (2) segunda a origem espiritual, que é formada por espírito, perispírito e corpo. Você pode escolher qualquer uma dessas teorias. A mais interessante é a espiritual que tem começo meio e fim. Só que tem um grande problema, essa teoria é mental, o espirito é imaterial, ou vive em outra dimensão. Tipo, o que é espírito? É matéria, anti-matéria, é Força, é Luz, é um tipo de energia etc. Até agora ninguém descobriu o que é o espírito. Se ele existe ele é alguma coisa, mas o que? Para nós simples humanos, fica complicado entender alguma coisa imaterial, que você não vê, que você não pode tocar. Se alguém sabe o que é espirito, guardou para si, não revelou para ninguém. Agora, voltando o assunto sobre o (Chico Xavier) ele era um gênio humano. O resto é conversa mole para boi dormir. Quanto a Bíblia, ela é simplesmente a história do povo hebreu. Aliás, o único povo que deixou sua historia escrita em aramaico, traduzida para o greco e depois para o latim. Gente o povo brasileiro não tem nada a haver com o povo hebreu, nos estamos no Brasil. Nossa história é outra, também nossa cultura. Com nosso respeito a todas a religiões, o Brasil é um Estado Laico, GRAÇAS AO NOSSO BOM DEUS. AMÉM. ABRAÇOS.

  9. UMA certeza todos tem, vâo cair num caixâo, há cada um conforme a suas obras, A SEMEADURA É LIVRE, MAS A COLHEITA É OBRIGATÓRIA !!!!!! É DA LEI. vamos aguarda.

  10. Em vez de “por um mundo sem religião” o site deveria se propor: “por um mundo sem ceticismo” e “por um mundo sem fanatismo”, que são justamente os dois extremos.

  11. Se Jesus não tivesse existido os homens que o concederam seriam dignos do nosso respeito, porque nenhum tratado de moral se equipara ao Evangelho. Se Chico Xavier foi uma farsa, suas palavras e lições não se tornam menos maravilhosas. Me desculpe, respeito a opinião contrária de todos, mas para mim não deixarei de aproveitar a oportunidade de obter ensinamentos inestimáveis.

  12. Resposta para aqueles que não creem na vida após a morte e vislumbram o espiritismo como farsa: Se estudarem um pouco, observarão que os historiadores já encontraram provas de que nas sepulturas paleolíticas obrigavam os integrantes dos clãs a renderem homenagem e ritos aos mortos pelo desejo de obterem benefícios ou por medo de suas influências.Isso prova que há séculos antes de Cristo já se acreditava na vida após a morte e a influência dos espíritos no mundo dos vivos.
    – Por outro lado devo dizer que o “Livro dos Espíritos” não é religioso, é científico – sua proposta é iniolevar o conhecimento e, através do raciocínio, fazer cada um compreender qual a sua realidade, hoje, como espírito, e o que é necessário para melhorar o quadro a sua volta, de imediato e no futuro. E aquele que disser que o Espiritismo pode ligar alguém a Deus ou ao demônio, está mentindo.
    – O Espiritismo ensina você a escolher…se acreditarmos em demônios, estaremos deixando de acreditar em Deus!
    :

  13. Gente não vamos conseguir fazer com que um ateu, acredite em Deus ou qualquer ser superior. O triste é o ataque, falta de respeito, e intolerância com as crenças alheias. De repente em algum momento de dor, essas pessoas possam chamar por Deus, assim como uma criança chama pela mãe nas suas horas de angustia. Quando tudo flui plenamente, é mérito somente delas mesmas. Lamento pelo vazio interior!

  14. Leia o livro dos espíritos, pesquise sobre o que levou um cético como Kardec a estudar os fenômenos que aconteciam na França de 1800. Não precisa ser em livros espíritas não. Se informe sobre o método rigoroso de Kardec. Ah e não se esqueça de usar a RAZÃO

  15. Bem, se Jesus existiu ou deixou de existir, em nada vai alterar a fé de alguém que decidiu, crer e outro que decidiu não crer. Eu prefiro ir pelo lado inteligente da coisa. Suponhamos que Jesus não existiu, bem, todos nós, tantos os crentes como os céticos, estaremos no mesmo “lugar”. Agora suponhamos que Jesus realmente existiu! Ai a coisa muda, pois estaremos em lugar diferentes. Pois a promessa de Deus é para os que creem em seu filho Jesus. Em João 3:16 está escrito: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
    Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
    Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.
    E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.
    João 3:16-19 . Certa vez Jesus se dirigindo ao seus discípulos disse: “Vocês estão acreditando (referindo a sua morte e ressurreição), porque vocês estão vendo tudo isso acontecer, mas, bem aventurado(mais que felizes) são os que não viram e creram. Então meus amigos, tudo isso é uma questão pessoal de fé. E não de ser ou não inteligente ou mais ou menos intelectual. Abraços a todos, crentes e não crentes. Geraldo Magela Leal

  16. Não importa a cor da pele, dos olhos de Jesus ou sua estatura. O q importa é que ele deu sua vida por nós e RESSUSCITOU!
    Mas o povo Hebreu, não descanse da Etiópia, como diz a matéria. O povo Hebreu descende de Abraão, que era natural de Ur, na Caldeia, que emigrou para Canaã, hoje Palestina. O povo hebreu é o povo de Israel, que nada tem a ver com a Etiópia. O versículo da Bíblia citado, foi muito mal compreendido .
    Am. 9,7…
    Acaso não dois para mim, ó filhos de Israel, como os Etíopes?
    Deus estava dando uma bronca aos hebreus, que haviam pecado, comparando-os aos pagãos Etíopes.
    A palavra de Deus, tem que ser compreendida em todo o contexto e não em um versículo isolado.
    Acho estranho, uma pessoa que se diz ateu, falar de Deus e citar a Bíblia, fazendo distorções grosseiras!

  17. Ana gostei mesmo de suas pesquisas. Gostaria muito de saber o que te leva a pesquisar sobre o tema?
    Quais Obras Vc pesquisou?
    Vc sendo uma cientista reflexiva sobre o assunto (é somente Cristo), ou tem outras áreas que Vc pesquisa?
    Pois estou interessado em Estudar sobre Meismer, Vc já viu algo? Pode me ajudar?
    Sei que poderá me ajudar, me dê uma mãozinha.
    Grato, André Luiz.

    • Toma papudo. Um Públio Lêntulo, aquele inventado pelos espíritas não existiu. Não é este que foi governador da Judéia. Olhe as datas e pesquise na história. Deixa de ser otário.

    • A Raça humana está cada vez mais no chão e já está voltando a ser barro tal a ignorância e o atraso mental. Tolerância quer dizer “não me diga a verdade que eu não quero saber” e compreensão não se escreve com cedilha. Obrigada e tenha uma Linda Noite.

  18. Essa maluca não sabe nem o que fala, no outro post ela fala que Jesus nunca existiu e agora vem falar que Jesus era negro, e ainda usa Flávio Josefo e a Igreja Católica pra sustentar sua teoria maluca. (sendo que ela já espinafrou a Igreja e a Biblia em outros posts)
    Jesus era judeu, judeu era moreno e não negro, nem os egipcios eram neghros mais nessa época.

    • De que Judeus você está falando? Judeus e Hebreus são povos totalmente diferentes. SE JESUS existiu, ele era negro ou você nunca leu a bíblia? Procure em Amós…Não me sois, vós, ó filhos de Israel, como os filhos dos etíopes? diz o Senhor: Não fiz eu subir a Israel da terra do Egito, e aos filisteus de Caftor, e aos sírios de Quir? Amós 9:7
      Eu admiro muito a ignorância histórica de Kardec, Chico Xavier e da maioria dos espíritas.

    • Por que não me calo? É assim que deve ser não é Rosela. Calar as pessoas é uma tática que sempre funcionou. A Igreja Católica estabeleceu a Inquisição para fazer calar as pessoas esclarecidas e que discordavam dos seus dogmas e os espíritas, os mais fanáticos dos religiosos e que se julgam superiores não passam de ignorantes. Calar as pessoas e estabelecer o fascismo é o maior desejo dos espíritas pra continuar enganando as pessoas. Tenho pena de vocês. Beijos

  19. Todo mundo um dia, precisará encontrar a verdade. Espero que não seja muito tarde pra você. Pode não ser problema pra você, conhecedora da verdade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s