Quem Escreveu o Novo Testamento?

 

2

O autor oficial dos livros do Novo Testamento foi descoberto. Durante anos, o livro “The True Authorship of the New Testament” tem estado encoberto e agora tudo está sendo descoberto. É tempo de colocar esta informação para acesso de todos.

O livro de Marcos foi o primeiro evangelho a ser escrito e nós vamos sempre citar Marcos antes de Mateus.



OS LIVROS DO NOVO TESTAMENTO:

  • MARCOS:

    O evangelho de Marcos foi escrito numa forma de protótipo antes de ser transformado para a forma que nós temos hoje. A antiga versão foi chamada de ‘Ur Marcos’ e é também conhecida/chamada de ‘Q’ (for ‘Quelle’, que é um nome alemão para a fonte’).

    Nossas mais recentes descobertas sobre a primeira versão de Marcos mostram que este evangelho foi escrito no tempo de Cláudio César, pelo avô de Arrius Piso. Era, aparentemente, apenas um esboço, provavelmente, não dá um nome para o ‘messias’, o que parece ter sido feito mais tarde pela pessoa que realmente inseriu “Jesus” nos Evangelhos – Arrius Piso

    A versão com a qual estamos familiarizados foi escrita por volta do ano 73 d. C. por Arrius Calpurnius Piso. Arrius Piso era romano pelo lado de seu pai, e um descendente do rei Herodes, pelo lado de sua mãe e, portanto, ele sabia muito bem sobre a religião judaica. Ele também era um parente próximo de Flávios e, mesmo que secretamente, ele pode herdar e usar o nome Flaviano por descendência de sua mãe por parte deles. Ele construiu a história recebendo isto do imperador Vespasiano (em sua outra identidade como Flavius ​​Josephus).

  • MATEUS:Mateus também, teve como autor Arrius Calpurnius Piso. Isto foi escrito aproximadamente no ano 75 d.C.
  • LUCAS:foi escrito em 85-90 d.C. por Arrius C. Piso e Plinio o Jovem.
  • JOÃO:

    O quarto evangelho, ou Evangelho de João foi escrito por Justus Calpurnius Piso, um filho de Arrius C. Piso. O filho era muito mais parecido com o pai no seu ódio pela humanidade. Este evangelho foi escrito cerca de 105 d. C.

  • ATOS:

    Os Atos dos Apóstolos foi escrito por Arrius Piso e seu filho Justus, com alguma ajuda de Plínio, o Jovem  cerca de 96-100 d. C. A propósito, há uma parte de Atos que está faltando na maioria das traduções / interpretações em inglês, o capítulo 29, que tem 10 versos.

  • ROMANOS:

    A epístola aos Romanos foi escrita por um outro filho de Arrius Piso (Proculus Piso) e Claudia Phoebe por volta do ano 100. Claudia Phoebe é conhecida na história como a esposa do imperador Trajano (como Pompéia Plotina). Ela escreveu os últimos versos desta epístola, e muitas cópias do NT em Inglês foram deixadas de fora, porque essa parte foi escrita por uma mulher. Isso é óbvio, e ela ainda dá o seu nome como “Phoebe”. Você pode perceber quando o autor homem sai de cena e a autora começa porque o autor homem “assina” com “Amém”. Ela escreveu os últimos versos (25-27) de Romanos, capítulo 16. 

  • 1 CORÍNTIOS, GÁLATAS, E EFÉSIOS:foi inteiramente escrito entre 100-103 d. C. por Plinio o Jovem.
  • 2 CORÍNTIOS E FILIPENSES:foi escrito por Justus C. Piso entre 103-105 d. C.
  • COLOSSENSES:foi escrito por Justus C. Piso e o filho dele Julianus (Julianus era o pai do imperador Marcus Aurelius, mas ele só aparece na história usando o seu outro nome ‘Verus’).
  • 1 TIMÓTEO:foi escrito por Plinio o Jovem cerca de 105 d. C.
  • 2 TIMÓTEO:foi escrito por Justus C. Piso ( também conhecido na história por outros nomes), 107 d. C.
  • TESSALONICENSES 1 E 2:foram escritos por Justus C. Piso e seu filho Julianus com alguma ajuda do seu sobrinho Silanus entre os anos de 105-110 d. C.
  • TITO:foi escrito por Plinio o Jovem cerca de 103-105 d. C.
  • FILEMOM:foi escrito por Justus C. Piso e seu filho Julianus.
  • TIAGO:foi escrito por Justus C. Piso aproximadamente 110 d. C.
  • PEDRO 1 E 2:foram escritos por Proculus Piso entre 110-115 d. C.
  • JOÃO 1, 2 e 3:foram escritos por Julius Calpurnius Piso (outro filho de Arrius Calpurnius Piso), entre 110-115 d. C..
  • JUDAS:foi escrito por Julius C. Piso também, entre os anos de 110-115 d. C.
  • O APOCALÍPSE DE JOÃO:

    foi escrito por Julius Calpurnius Piso, que deve ter sido o filho de outro Julius Calpurnius Piso (alguém que teve o mesmo nome), e isto foi escrito em aproximadamente 137 EC. Este não era livro do NT, Foi escrito justamente como o fim da estória.

  • HEBREWS:

    foi escrito por um neto de Arrius Piso chamado Flavius ​​Arrianus cerca de 140 EC. Flavius ​​Arrianus era o verdadeiro nome do historiador que escreveu isto como “Appian‘. Essa pessoa era o meio-irmão do imperador Antonino Pio. Antonino Pio, que por sinal, também escreveu a história sob o nome de Suetônio. Flavius ​​Arrianus também escreveu outras obras, mais notavelmente, ele escreveu sob o nome de ‘Ptolomeu‘. 

DO CAPÍTULO 1 de The True Authorship of the New Testament

by Abelard Reuchlin from TheRomanPisoForum Website

 

“O Novo Testamento, a Igreja e o cristianismo, foram todos criação deCalpurnius Piso (Peso pronunciado Peso) família de romanos aristocratas. O Novo Testamento e todos os personagens contidos nele – Jesus, todos os Josés, todas as Marias, todos os discípulos, apóstolos, Paulo e João Batista – são todos ficção.”


Os Pisos 
criaram a história e os personagens; eles vincularam a história em um tempo e lugar específicos e eles conectaram a história, com algumas pessoas reais periféricas, como Herodes e Gamaliel, procuradores romanos, etc.  Mas Jesus e todos os envolvidos com eles foram criados (ou seja, ficcional!) caracteres.”

“No meio do primeiro século de nossa era atual, a aristocracia de Roma sentiu-se confrontada com um crescente problema. A religião judaica continuava a crescer em número, acrescentando cada vez mais prosélitos. O número de  Judeus passou a mais de 8.000.000, e eram 10% da população do Império e 20% dessa parcela vivia a leste de Roma. Cerca de metade ou mais dos judeus viviam fora da Palestina, e muitos dos quais eram descendentes de prosélitos, macho e fêmea. “

 

“No entanto, a ética e a moral do judaísmo eram incompatíveis com a instituição sagrada romana de escravidão em que a aristocracia alimentava, vivia e reinava. Eles temiam que o judaísmo se tornasse a principal religião do império. O autor romano, Annaeus Sêneca, tutor e confidente do imperador Nero, sugeriu em uma carta a seu amigo Lucílio (pseudônimo de Lucius Piso) que acender velas no sábado era proibido. Seneca é posteriormente citado por Santo Agostinho em seu livro Cidade de Deus (embora a citação não existe nos escritos existentes de Sêneca), como por exemplo:

“Os costumes (sábado) fez a nação mais maldita ganhar tanta força que eles têm agora ganhado força em todas as terras, e os conquistados estão fazendo leis para o conquistador”.

“A família chefiada por um amigo de Seneca, Lucius Piso, se viu confrontada com um problema pessoal dos aliados. Eles eram os Calpurnius Piso, descendentes de estadistas e cônsules, e também de grandes poetas e historiadores. Caio e Lúcio Calpurnius Piso eram os líderes da família e casados  com Arria (nome herdado de seu avô, Aristóbulo). Isso fez Caio e a esposa de Lúcio Piso, a grande bisneta de Herodes, o Grande “.

“Repetidamente, fanáticos religiosos da Judéia estavam causando insurreições contra os governantes de Herodes da Judéia que eram das relações da esposa do Piso. Piso desejava reforçar o controle da família de sua esposa sobre os Judeus. Os Pisos procuraram uma solução para os dois problemas e a encontraram nos livros sagrados dos judeus, que eram a base tanto para a rápida disseminação da religião como para a fanática recusa em serem governados por fantoches de Roma. Os Pisos escarneciam, mas maravilharam-se com a crença judaica nos seus livros sagrados. Portanto, eles chegaram a conclusão de que um novo livro “judeu” seria o método ideal para pacificar a Judeus e fortalecer o controle do país pelos “sogros”.


“Aproximadamente no ano the year, 60 d.C. (C.E.), Lucius Calpurnius Piso escreveu
 Ur Marcus, a primeira versão do o Evangelho de Marcos, que não existe mais. Ele foi encorajado por seu amigo Seneca  e assistido por parentes de sua esposa, o jovem Pérsio o Poeta. A amante de Nero (mais tarde sua esposa) Poppea,  pró-judaica, se opôs ao plano juntamente com Nero. O resultado foi a conspiração de Pisonian para assassinar Nero, detalhado pelo historiador Tácito. Mas essa tentativa falhou quando a trama foi abortada. Em vez disso, Nero teve Piso, Sêneca e seus companheiros de conspiração executados forçando-os a cometer suicídio”.

 

“Ele exilou o filho de Piso Arrius (escrito” Ário “), que aparece em Tácito sob vários nomes, incluindo “Antonius Natalis“.  Nero enviou o jovem Piso para a Síria como governador. Esse posto também deu-lhe o comando das legiões que controlavam a Judéia. Sua própria “história” registra seu o seu serviço na Judéia no ano 65, sob o nome de Gessius Florus, e em 66 com o pseudónimo cestius Gallus. “

 

“Este Ário Calpurnius Piso deliberadamente provocou a revolta judaica em 66 para que ele pudesse destruir o Templo de Jerusalém – para que os judeus aceitassem a história de seu pai e, assim, serem pacificados por ele como foi planejado. No entanto, a sua 12 º legião foi pega pelos fanáticos do de Beth Horon e ele quase perdeu. A reação de Nero foi a de exílar para Pannonia, para comandar uma legião lá, e enviou Licínio Muciano para servir na Síria, e Vespasiano para a Judéia para acabar com a revolta judaica “.

 

“Então, em 68 Nero foi assassinado por seus próprios escravos Epafrodito – que desconhecido de seu mestre era lacaio do jovem Piso. Galba tornou-se imperador e nomeou o primo do Piso, Liciniano Piso, como seu sucessor pretendido, mas Galba por sua vez, foi logo derrubado por Otho. Otho foi então derrubado por Vitélio, no ponto em que Piso e seus amigos começaram a reunir-se contra o último. Os Pisos,
Muciano, e Tibério Alexandre, todos formaram fileiras atrás de Vespasiano para tentar derrubar Vitélio. E se juntaram a Frontino e Agricola “.

Ário Calpurnius Piso ainda estava comandando a 7 legião em Pannonia (Áustria-Hungria), e Vespasiano o enviou  (agora aparece em Tácito com o nome de Marcus Antonius Primus para o sul através dos Alpes para derrotar Vitélio. Enquanto isso, o corpo principal das legiões de Vespasiano marcharam por terra sob Muciano do leste em direção a Roma. Piso conseguiu derrotar o exército de Vitélio e segurou Roma para Vespasiano. Muciano chegou e prontamente o enviou para a Judéia para ajudar Tito no cerco de Jerusalém. Ele assim o fez, e em 70 eles assaltaram a cidade, e então o Templo, queimando isto, abateram muitos milhares, e os enviou à escravidão e para combater com gladiadores e à morte. “

   

Arius Calpurnius Piso escreveu, em sequência, o seguinte:

    • Evangelho de Mateus (70-75 C.E.)
    • Evangelho de Marcos (75-80 C.E.)
    • Evangelho de Lucas (85-90 C.E., com a ajuda de Plinio o Jovem)

 

“Na história do evangelho ele inseriu a ele mesmo para desempenhar o papel não só de Jesus, mas de todos os Josés. Ele particularmente gostou de assumir a identidade de Jose. Desejando criar um Herói judeu, um salvador, em forma de ficção, ele (e seu pai antes dele), assumiram secretamente a identidade de um segundo José, para muito acertadamente, se encaixarem. Pois o seu nome Piso tinha as mesmas quatro letras, reorganizadas, como as quatro letras hebraicas (Yud Vov Samech Fey), que nessa língua era soletrada o nome de Jose.
Assim, eles se viam como o novo José. É por isso que grande parte da história de José do Egito foi secretamente refeita e inserida na história do evangelho de Jesus.

  

Referências

(a) The vowels are pronounced as in “veto” and “me so”.

(b) Klausner, Joseph, From Jesus to Paul, Macmillan Co., 1943, pp 33-34.

(c) Baron, Salo, A Social and Religious History of the Jews, Columbia Univ. Press, N.Y., and Jewish Publication Society, Philidephia, 1952, vol. 1, pp 170-171.

(d) Seneca, Ad Lucilium Epistulae Morales, Vol. III, Epistle XCV.47, pp 87-89.

(e) St. Augustine, City of God, Modern Library, Random House, 1950, 6.11, p 202.

(f) Seneca, Ad Lucilium Epistulae Morales, Vol. I, Epistle XLVI, pp 299-300.

(g) Tacitus, Annals, XV.54,71.

(h) Having destroyed the Temple, Piso could then have Jesus (whom he was predating to 40 years before the Temple’s destruction) prophecy the destruction because of the Jews’ rejection of him! (Mat. 23.37-38).

(i) Roman historians (Suet. Nero 49, and Dio Cassius 63.29) explain merely that Epaphroditus assisted the emperor’s suicide. See also Tacitus, Annals XV.55, footnote 2.

(j) Tacitus, Histories I.14.

(k) Tacitus, Histories II.74-81.

(l) Tacitus, Histories III.2, footnote 1.

(m) (Tacitus) Vespasian relied on Piso because he was grandson of his own brother—Vespasian’s brother, T. Flavius Sabinus, had married Arria Sr., who was Piso’s maternal grandmother. Piso’s identity as thus also a Flavian is decipherable from the appearance in the Flavian family line of L. Caesennius Paetus (Townend, Gavin, Some Flavian Connections, Journal of Roman Studies LI.54,62, 1961). That was an alias (like Thrasea Paetus) of Piso’s father, L. Calpurnius Piso.

See page 20 supra, wherein Piso himself also is mentioned as a Caesennius Paetus. That is the true reason Piso used the literary pseudonym of Flavius; it was not because of his alleged-but untrue and hardly necessary-adoption by Emperor Flavius Vespasian. He was in fact a Flavian.
Piso humorously used the three basic consonants of the Flavians’ Sabinus name, SBN, in revised sequences for some of his fictional literary identities:

(1) BarNaBaS who appears in Acts 4.36 and there specifically stated as another name of a Joseph (Josephus!)

(2) BarNaBazoS in Antiq. XI.207,

(3) BaNnoS in Vita 11, the mirror-image of John the Baptist.

The same device of rearranging consonants was used in recreating Afranius Burrus, the friend of Seneca (Tacitus, Annals XIII-XIV)-and therefore of Lucius Piso. He was Nero’s Praetorian Prefect, and then several years before Seneca’s death, was himself a victim of the emperor. Burrus reappears as BaRaBbaS, the fictional brigand in Mat. 27.16.

(n) (Tacitus, Histories III.6). The realization that Marcus Antonius Primus was a pseudonym of Arius Calpurnius Piso is based on these factors:

1. The name in Pliny’s letters under which Piso is the latter’s wife’s grandfather is Arius Antoninus.

2. According to Suetonius (Lives of the Caesars, Book IV. XXV), Emperor Caius Caligula appropriated Gaius Piso’s wife at Piso’s marriage. That would have been about the year 36–the year before Arius’ birth. Caligula is known to have been a descendant of Mark Antony (Marcus Antonius). Seemingly Suetonius was teasing at the questioned paternity of Piso’s alter ego creation.

3. Tacitus’ caustic description of Marcus Antonius Primus remind one of Piso.

4. The idea to call Piso “Antonius Primus”—was his own. It was Piso himself in his Jewish War IV.495 who first detailed Antonius Primus’ campaign for Vespasian against Vitellius. Also Josephus inserts “Antonius” (himself!) as a centurion who dies at the capture of Jotapata (Jewish War III.333).

5. Marcus Antonius Primus’ colleague in the campaign against Vitellius is named Arrius Varus (Tacitus, Histories III.6). This is yet another alter ego of Piso himself. In the mid-50’s (C.E.), while in his late teens, young Piso was a prefect of a cohort of legionnaires in the campaign against Vologeses, King of Armenia—serving there (in Tacitus, Annals XIII.9) under the name of Arrius Varus.

6. His exploits as General Marcus Antonius Primus account for his absence from Judaea in the years 67-69, between his defeat as Cestius Gallus and his reappearing to assist Titus as the siege of Jerusalem in 70. Rather than being Vespasian’s prisoner in chains, he was his general, advancing on Rome in his behalf.

(o) Tacitus, Histories, III.82-86. Also “the supreme authority was exercised by Antonius Primus” (Tacitus, Histories, IV.2).

Fonte: http://www.bibliotecapleyades.net/sociopolitica/esp_sociopol_piso01.htm

43 comentários sobre “Quem Escreveu o Novo Testamento?

  1. Que coisa! Seria bom demais pra ser verdade, e se o for, continuará dando resultados de pesquisas. Mas vejo muitos problemas: Teriam que conhecer a fundo a vida, os costumes, crenças, esperanças e conhecimento do Velho Testamento. Por que ninguém fala disso? Isto é, Flavio Josefo, Sêneca e Marco Aurélio? Por que perseguiam então os cristãos? Esses pensamentos, essas filosofias, essas crenças, essas leis, esses costumes, essa forma de ver o mundo, tudo isso é judaico, e por isso mesmo, incompreensível para um romano daqueles naipes. E foi muito trabalho, muito suor, dado o tamanho e quantidade de coisas escritas em tempos incertos, cruéis e prementes. Gente como Helena, mãe de Constantino, cristã devota, fez o cristianismo entrar pelas portas dos fundos do império romano, influenciando o filho e indicando os componentes de ao menos duas legiões inteiras, como é que ela não sabia disso? nem ele, Constantino? O tiro saiu pela culatra? Acho altamente improvável.

    • Você pode conferir aqui mesmo. Eu tenho material que explica tudo isto. Inclusie tenho correspondência entre Constantino e Ário, mas em inglês. Não sou muito organizada com o site mas se tiver paciência, você encontra. Abracos

      • Anpekla, você poderia conseguir a tradução do livro “The True Authorship of the New Testament”, Baixei-o, mas meu inglês é horroroso e traduzir no google, muita coisa interessante fica deformada.

      • Traduzir um livro inteiro? Ai………..Ai…Tudo que eu posto eu tenho que traduzir porque não existem bons materiais em português. Talvez porque a maioria é muito católica e a igreja barra tudo. Eu vou ver isto mas não prometo. Realmente traduzir no google não dá.

  2. Só pode ser pra rir muito né…rs os cara tinha q ser gênios intelectuais e trabalhar com uma precisão, de informação trocada incrível,,, sem falar da imaginação prodigiosa,,, não sei porque ou melhor sei sim porque tantos odeiam tanto o cristianismo e tentam a todo custo derruba-lo,, mas sera q vão conseguir.? esta é apenas uma das inúmeras, tentativas frustradas.,,Paz sempre.

    • Derrubar o Cristianismo? Está parecendo um padre ou pastor falando. É assim que eles fazem para que o fiel nunca pense em nenhuma outra possibilidade existente. É proibido pensar, refletir, usar a consciência e a razão. Por quê se ofende? Porque aprendeu que religião não se discute?

    • basta ler o antigo testamento e vera q a vinda do messias sera unica e ele trara paz para todo o povo judeu e de outras nacoes.. é dificil acreditar mas o novo testamento é realmente uma fraude.

  3. Realmente todas as informações repaçadas por você “anpekla”, parecem ser realmente fortes ou mesmo verdadeiras, porém esbarramos em uma questão: Será realmente que as informações contidas na Bíblia são realmente falsas? Não estou aqui discutindo religião, pois a religião fala mais de homens do que de Deus, o próprio JESUS critica a religião em passagens do novo testamento. Bom não discuto aqui sua pesquisa, porém coloco outra reflexão: Daqui a algum tempo outro pesquisador virá com outros dados afirmando que sua pesquisa está com pontos de controvérsia. Porém só afirmo uma coisa: Um palavra que pode salvar vidas e resgatar seres perdidas com tanta propriedade, jamais poderia ter saido da poca de pessos como essas que você aponta.

    • As fontes, Tácito por exemplo, é um historiador muito respeitado do primeiro século. Ele fala de Moisés e conta como foi que Moisés saiu do Egito, assim como o povo hebreu. Moisés, segundo ele existiu. Jesus, o Jesus bíblico, consta mesmo que não existiu. Os hebreus afirmam que existiu um Jesus histórico e mostram provas irrefutáveis de adulteracões da igreja católica. Eu tenho mais material no site que você pode ler. O dilúvio por exemplo nunca foi real, mas veio do Épico de Gilgamesh, um rei sumério. Moisés deixou o Egito em aproximadamente 730 a.C. na época do rei Bocchoris.

  4. Meu amigo, que estudo interessante é este que voce disponibiliza!
    Agora se realmente forem esses os verdadeiros escritores do Novo Testamento, devemos dar nossos aplausos a cada um desses autores, fizeram uma obra fantástica, com profunda coerencia entre si.Deixaram tantas mensagens nobres a sociedade Com certeza possuiam uma inspiraçao muito diferenciada. Produziram algo simplesmente singular, o mais fantastico livro. Prova disso é que depois de milenios ainda desperta o interesse de tantos intelectuais! Abraço

  5. Eu concordo com plenamente embora já venho estudando sobre o assunto. Mas só tenho duas duvida se possível gostaria que tirassem: 1) o Salmo 22 da uma referencia ao messias, como pode me ajudar nesse aspecto?
    2) o Livro de Isaias 52 e 53 essas são as únicas coisas que não me dei por vencido ainda . por favor se possível me responda
    obrigado as demais concordo sim pois roma na época já era uma 2ª Babilonia.
    Deonizio

  6. Acredito, sempre acreditei, que JESUS nunca existiu! Nas Igrejas se fala muito mais em JESUS que em DEUS, com a explicação pueril de que DEUS e JESUS são um só! Mas pergunto: Deus existe para você, anpekla? Eu acredito em DEUS!

  7. Adultos ainda se riem das criancinhas que adreditam no papai Noel, nos tres porquinhos, na carrochinha, porem depois de velhos ainda acreditam nas infantilidades ditas na biblia, com um deus antropoforrmizado (com forma humana), tendo que descansar apos seis dias trabalhados. Alguns, ate’, brigam, discutem, que foi no sabado e nao no domingo.
    A biblia, um amontoado de crenzas de antigas civilizacoes anteriores aos hebreus, por eles copiadas, sao do tempo que o sol girava ao redor da terra.
    Depois de Galileu Galilei e, atualmente com os telescopios prescrutando os confins do Universo com milhoes, bilhoes de Galaxias, zilhoes de estrelas, esse deus biblico esta’ mais pra um anaozinho. Se de fato deus existe, assim como o inferno, sera’ o lugar dos crentes que acreditam no deus Anao. A verdade e’:
    Deus foi criado a imagem e semelhanza do Homem.

  8. Parabéns,muito bom seu texto,
    gostaria de saber o que pensa a respeito do deísmo, e sua postura filosófica a respeito de um ser criador que não interfere no universo, e não do deus da bíblia e outros livros sagrados.

    Paz!

  9. Pela minha família sempre segui a religião católica, porem hoje com a mente aberta, vejo que não existe religião certa, e que por mais que se tenha informações sobre os fatos de Deus, eles sempre serão um mistério.
    Realmente não acredito em religião, mas em Deus sim, sou uma prova viva de que ele existe, porem tenho duvidas em acreditar em religião, pois seis que elas são um meio de manipulação as pessoas!

  10. Está correto. Não existe novo mandamento. Para se ter um novo é chamar o criador de mentiroso.
    A seita evangélica, como várias outras seitas, caem nesse engodo, porque vivem de lavagem cerebral e promessas, pagando indulgências através de dízimos, para coisas seculares como prosperidade, relacionamentos etc… São néscios, nada sabem. São como papagaios de pirata o tempo todo repetindo o que o pastor acha que sabe. São vítimas de Ha Satã e seu plano Religioso, para tornar o ser humano religioso, com se vê hoje em dia.
    O Ungido Messias, ainda não apareceu neste mundo…
    Estudem pelo menos o mínimo meus caros da cristandade. http://www.caraita.teo.br/em_portugues.htm

  11. Ola vc pode me enviar material sobre a torá o que de fato e real e não. De acordo com vc mesmo Moises não é ou sua história não é real abraços e muito obrigado….

  12. Então Pascal, Kant, Milton, Blake, Frye, Descartes, CS Lewis, Karl Barth, Newton… Vixe… Eram todos crédulos bobinhos engabelados por esses gênios romanos? Filha, fudeu, mais verossimilhança na teoria da conspiração, por favor.

  13. Hoje vejo com os outros olhos sobre os textos do novo testamento, e o Messias proferido por vários profetas não é exatamente o Jesus Cristo, mas este profetizou a ocorrência da queda de Israel e a expulsão dos israelitas em Jerusalém, e que a cidade santa seria pisada pelos gentios desde então.. mas estas profecias também se encontram em vários textos do antigo testamento… Abraão, Isaque, Jacó, Moisés e tantos outros já sabiam desta ocorrência, e que os filhos de Israel sofreriam as maldições por não obedecerem os mandamentos … E o Messias profetizado terá como missão de resgatar os israelitas dispersos no mundo e reuni-los na terra prometida, cessar as guerras e instaurar um nova ordem no mundo.

  14. ingênuo ou tolo só sei de uma coisa.EU acredito no Deus de milagres .Porque Deus já fez muitos milagres em minha vida sem eu precisar saber dessas coisas. Eu sei muito bem o Deus que eu sirvo ,e o que ele é capaz de realizar e das suas verdades comigo .Pra mim isso sim me importa.pois é real e eu não tenho dúvidas e o agradeço a minha maneira .E tens dado muiiiiiiito bem na minha vida.

  15. Gostei muito, ficaria melhor ainda se pudesse ler o livro em português.
    Já tinha ouvido falar sobre o assunto nas palestras do DAVID ICKE.
    Parabéns por estar prestando esclarecimentos a quem ainda consegue raciocinar.

  16. pra mim nao importa se jesus existiu ou nao,só me interessa a mensagem,nunca na história da humanidade se viu tal mensagem e quanto ensinamento para o bem do ser humano.posso acreditar que tudo é mito mais nao posso jamais tirar de dentro de mim sua mensagem.amai vos uns aos outros como eu vos amei.e a parabola do bom samaritano,fazei aos outros o que desejais que façam contigo.a mensagem fala mais alto.a nao ser que a pessoa nao saiba o que é amar.muito obrigado.

  17. Estava me preparando para escrever um texto sobre o desperdício de tempo, trabalho e energia com eventos como a chamada marcha para Jesus,quando me deparei com esse texto sobre os autores do N, áaTestamento. Fantástico. Já sabia que quase todos os livros do N.T. tinham outra autoria, mas esse texto liquidou a questão.
    O tempo, trabalho e energia despendido nessa marcha bem poderia ser utilizado na luta contra escandalosa desigualdade social, e contra a consequente violência a que estamos todos expostos..quanto ao texto sobre os autores do N.T. muitos eruditos, pastores e clérigos conhecem bem os fatos, mas muitos deles alegam que o povo não está preparado para esta revelação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s