Interpretação bíblica: Os irmãos de Jesus

001-yahushua-negro-1

Por Ana Burke.

Os Irmãos de Jesus (Se Ele existiu) também chamados de Desposyni (do em grego: δεσπόσυνοι, plural de δεσπόσυνος, significando “do ou pertencendo ao mestre ou senhor”) se refere aos parentes sanguíneos de Jesus Otermo foi aplicado pela primeira vez por Sexto Júlio Africano, um escritor do século III d. C.

Jesus teve irmãos? Sim. Eram estes irmãos também filhos de Maria? A igreja católica insiste em dizer que os irmãos de jesus não eram filhos de Maria. Se a igreja admitisse isto, cairia por terra a suposta virgindade eterna de Maria. Jesus era o primeiro filho de Maria segundo a bíblia:

E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem”. Lucas 2:7; E em outra passagem temos:

Segundo o que está escrito na lei do Senhor: Todo o macho primogênito será consagrado ao Senhor)”. Lucas 2:23.

Primogênito é o filho mais velho, mas no entendimento geral, desde sempre, quando falamos em “primogênito” é porque a mulher, ou o casal tiveram outros filhos além do filho mais velho. Outras passagens da bíblia, mostram claramente que Maria não teve apenas  filhos mas também, filhas. Numa das passagens bíblicas, num encontro de Jesus com seus irmãos, estes deram a entender que não acreditavam Nele e nas suas obras e lhe disseram:

Sai daqui, e vai para a Judéia, para que também os teus discípulos vejam as obras que fazes. Porque não há ninguém que procure ser conhecido que faça coisa alguma em oculto. Se fazes estas coisas, manifesta-te ao mundo. Porque nem mesmo seus irmãos criam nele. João 7:2-5.

            Os irmãos de Jesus o aconselharam-no que se mostrasse em outras cidades e ao mundo, que não fizesse tudo as ocultas. Os irmãos não acreditavam Nele, nos seus milagres ou no que Ele dizia. Este descrédito deixa antever que estes “irmãos”, pelo tom da fala, eram íntimos e realmente irmãos de sangue. Eles não poderiam ser, neste caso, irmãos espirituais devido à forma como dirigem suas críticas à Jesus. Este descrédito aconteceu inicialmente já que no futuro, eles o seguiram como servos do servo. Principalmente Tiago, conhecido por Tiago, o justo. Uma outra passagem em Marcos esclarece mais um pouco sobre o relacionamento familiar entre Jesus, seus “irmãos” e sua “mãe” Maria:

Chegaram então, seus irmãos e sua mãe; e, estando fora, mandaram-no chamar. E a multidão estava assentada ao redor dele, e disseram-lhe: Eis que tua mãe e teus irmãos te procuram, e estão lá fora. E ele lhes respondeu, dizendo: Quem é minha mãe e meus irmãos? E, olhando em redor para os que estavam assentados junto dele, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos. Porquanto, qualquer que fizer a vontade de Deus, esse é meu irmão, e minha irmã, e minha mãe. Marcos 3:31-35

Como podemos ver, Jesus não considerava  os “irmãos” e Maria mais importantes na sua vida do que qualquer outra pessoa. Isto é compreensível porque faz parte da sua doutrina, o desprezo pelos familiáres. Os outros seres humanos, incluindo Maria e seus irmãos, eram pecadores e precisavam ser salvos. Ele era profeta do SENHOR, um servo especial.  Maria era de baixo como todo e qualquer servo.

Vós sois de baixo, eu sou de cima; vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo. João 8:23

Se Maria fosse realmente o que a Igreja romana afirma que ela é, mãe de Deus, Imaculada. Rainha dos Céus, e sendo Jesus o próprio Deus,  Maria jamais seria tratada desta forma e Jesus não diria que ela teria que fazer a vontade de Deus para ser considerada sua mãe. No entanto ele se dirigiu à platéia e disse que todos os humanos tinham para Ele o mesmo valor, incluindo sua “mãe” e seus “irmãos” e somente com a condição de que servissem a Deus, o SENHOR, representante do poder e da glória na Terra. Numa outra ocasião, podemos ver um comentário a respeito de sua origem, por pessoas conhecidas de “sua família”:

Não é este o filho do carpinteiro? Não é Maria sua mãe? Não são seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas?  E suas irmãs, não vivem todas entre nós? Donde lhe vem, pois, tudo isso? E não sabiam o que dizer dele. Disse-lhes, porém, Jesus: É só em sua pátria e em sua família que um profeta é menosprezado. E, por causa da falta de confiança deles, operou ali poucos milagres. Mateus 13: 55-58.

Observem que Jesus chama a si mesmo de profeta. E seus apóstolos e discípulos também o chamam de profeta e, quando Ele disse “sua pátria”, estava se referindo ao mundo que não o reconhece como o “enviado de Deus”. As pessoas da cidade, que o conheciam não tinham  nenhuma dúvida de que Jesus era filho de Maria e de José, o carpinteiro e que Ele tinha irmãos de sangue. Jesus era um profeta, o maior, aquele que deveria sofrer e morrer para que aos outros cordeiros do SENHOR tivessem um referencial para seguir. A principal função de Jesus na Terra foi a de fazer servos para o sistema, adestrá-los de forma a que aceitem alegremente sofrer ou ser sacrificado pelo SENHOR ou para defender os interesses deste.

A próxima referência à Maria aconteceu em uma festa de casamento onde, faltando vinho,  ela veio ter com Jesus para alertá-lo sobre o assunto. Jesus deixou transparecer claramente não haver gostado, nem um pouco, da intromissão de sua mãe:

E, ao terceiro dia, fizeram-se umas bodas em Caná da Galiléia; e estava ali a mãe de Jesus. E foi também convidado Jesus e os seus discípulos para as bodas. E, faltando vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Não têm vinho. Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora. Sua mãe disse aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser. João 2:1-5.

Ele, Jesus, claramente e sem sombra de dúvida, afirmou que não tinha nada a ver com Maria. Ele nunca se comportou com Maria como se ela fosse diferente, ou mais elevada no seu conceito, do que qualquer outra pessoa humana. Ele não a chama de mãe, mas de MULHER, expondo então todo o seu desprezo e ensinando os seus seguidores que a mãe ou qualquer membro da família são desprezíveis diante de Deus, ou seja, os interesses do SENHOR deve estar sempre em primeiro lugar. E como sabemos disso? Vendo e conhecendo a história. analisando os fatos desde a criação do cristianismo.

Cuidais vós que vim trazer paz à terra? Não, vos digo, mas antes dissensão;
Porque daqui em diante estarão cinco divididos numa casa: três contra dois, e dois contra três.
O pai estará dividido contra o filho, e o filho contra o pai; a mãe contra a filha, e a filha contra a mãe; a sogra contra sua nora, e a nora contra sua sogra. Lucas 12:51-53

E, no final da festa, todos desceram para Cafarnaum, juntamente com os discípulos de Jesus.

Depois disto desceu a Cafarnaum, Ele, e sua mãe, e seus irmãos, e seus discípulos; e ficaram ali não muitos dias. João 2:12.

Nenhum dos apóstolos ou discípulos, biblicamente falando, tinham qualquer dúvida a respeito das origens de Jesus, que os seus irmãos eram realmente seus irmãos de sangue e Maria era realmente a sua mãe humana. O fato de Maria ter carregado Jesus em seu ventre ou tê-lo amamentado em seus peitos, não fazia de Maria, sua mãe ou uma mulher divina, digna omsuficiente para pertencer ao séquito do rei, o SENHOR. 

E aconteceu que, dizendo ele estas coisas, uma mulher dentre a multidão, levantando a voz, lhe disse: Bem-aventurado o ventre que te trouxe e os peitos em que mamaste. Mas ele disse: Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam”. Lucas 11:27-28.

Maria surgiu de uma necessidade da Igreja Católica em introduzir uma divindade feminina com a qual as mulheres pudessem se identificar. Até o século V, aproximadamente, Maria não existia. Ela não é mencionada no primeiro Concílio de Nicéia e nem a bíblia é mencionada neste Concílio. Até este momento, a deusa maior era Ísis ou Diana. E Maria foi criada e feita divina exatamente para fazer frente á Ísis, e transferindo para Maria as qualidades de Ísis, mas não o porte altivo.  No Livro dos Mortos, Ísis encontra-se referida com os seguintes títulos:

  • Aquela que dá origem ao Céu e à Terra
  • Aquela que conhece o órfão
  • Aquela que conhece a viúva
  • Aquela que procura justiça para os pobres
  • Aquela que procura abrigo para as pessoas fracas
  • Rainha do Céu
  • Mãe dos Deuses
  • Aquela que é Todos
  • Senhora das Culturas Verdejantes,
  • A mais brilhante no firmamento
  • Stella Maris
  • Grande Senhora da Magia
  • Senhora da Casa da Vida,
  • Aquela que sabe fazer o uso correto do Coração
  • Doadora da Luz do Céu
  • Senhora das Palavras de Poder,
  • Lua brilhante sobre o Mar

Maria na bíblia é descrita como um vaso que guardou por um período de tempo dentro dela, algo pertencente ao SENHOR. Era impossível que ela fosse Mãe de Deus, divina e imaculada; Jesus estava pronto desde antes da criacão, ou seja, Ele estava predestinado a ser aquele servo que mostraria o caminho da servidão aos outros servos, inferiores a ele porque eram de baixo. Pra isto, a sua Verdade tinha que ser firmada como a única verdade, e quem não o seguisse estaria condenado. 

O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.  Colossenses 1:15-16.

Esta passagem nos diz claramente que Deus (o poder) criou tudo o que existe, e Jesus já estava nos planos deste criador desde o princípio. Ele foi o primeiro a ser pensado e por Ele e para Ele tudo foi criado. Portanto a sua vinda ao mundo de baixo, o mundo dos servos inferiores, das ovelhas, era algo que deveria acontecer. Jesus, portanto, foi o primogênito da criacão, o primeiro a ser pensado e criado, e tudo o que Deus (Constantino) fez , o fez por Ele e para Ele. Isto quer dizer que Jesus não pode ser o próprio Deus, como afirma a Igreja católica. Se Ele foi criacão de Deus, como Maria poderia ser mãe de Deus?  

Maria era humana, ou seja, SERVA e Jesus era humano e SERVO, mas um servo especial e mais considerado que os outros, muito íntimo do SENHOR, o PAI, o REI, o dono do PODER. Ele e o Pai eram um só porque o interesse de ambos era o mesmo, dominar e adestrar a massa para servir o poder. Todos os profetas tem o mesmo objetivo e faz parte do seu trabalho manipular e subjugar o servo menor e que só tem algum valor enquanto está servindo. 

E tu, ó menino, serás chamado profeta do Altíssimo, Porque hás de ir ante a face do Senhor, a preparar os seus caminhos; Lucas 1:76

Porque Jesus mesmo testificou que um profeta não tem honra na sua própria pátria. João 4:44

Vendo, pois, aqueles homens o milagre que Jesus tinha feito, diziam: Este é verdadeiramente o profeta que devia vir ao mundo. João 6:14

Quem vos recebe, a mim me recebe; e quem me recebe a mim, recebe aquele que me enviou. Quem recebe um profeta em qualidade de profeta, receberá galardão de profeta; e quem recebe um justo na qualidade de justo, receberá galardão de justo.  Mateus 10:40-41

E ele lhes perguntou: Quais? E eles lhe disseram: As que dizem respeito a Jesus Nazareno, que foi homem profeta, poderoso em obras e palavras diante de Deus e de todo o povo; E como os principais dos sacerdotes e os nossos príncipes o entregaram à condenação de morte, e o crucificaram. Lucas 24:19-20

 E a multidão dizia: Este é Jesus, o profeta de Nazaré da Galiléia.Mateus 21:11

E, pretendendo prendê-lo, recearam o povo, porquanto o tinham por profeta.Mateus 21:46

Outros diziam: É Elias. E diziam outros: É um profeta, ou como um dos profetas.Marcos 6:15

Jesus não era, portanto, nada mais, e nada menos, do que o CAPATAZ do SENHOR

Este é o meu Filho amado em quem me comprazo. Ouça-o! Os três discípulos caíram com o rosto no chão, assustando-se. Jesus tocou-os e disse-lhes para não terem medo. E porque teriam medo de algo bom?

O ventre de Maria ou os peitos de Maria não eram importantes. Maria era bem aventurada? Todos os servos são, desde que nunca se esqueçam que são servos de Deus e precisam se salvar. Ninguém se salva se não fizer a vontade de Deus.  “Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam”. Todos são bem-aventurados se são bons servos, obedientes e Maria não era diferente tanto que ela confirma isto:

E o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador; Lucas 1:47

Deus é o Salvador de Maria e Jesus como profeta, ou “homem de confiança” de Deus será Seu salvador como será o Salvador de todos os outros servos. Como se explica que, de repente, do nada, ela tenha se transformado na salvadora e mãe da humanidade? E o que é pior, hilário, é a igreja católica afirmar que Maria é a segunda Eva. E novamente Jesus foi procurado por Maria e seus irmãos e, como visto anteriormente, a sua reação foi a mesma:

A mãe e os irmãos de Jesus foram vê-lo, mas não conseguiam aproximar-se dele, por causa da multidão. Alguém lhe disse:

Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem ver-te”. Ele lhe respondeu: “Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a praticam. Lucas 8: 19-21.

Segundo a bíblia, Jesus era totalmente humano, nascido de Maria e José e portanto tinha irmãos humanos e os seus irmãos eram, também, filhos de Maria e José.  E como disse Tertuliano, humano não nasce de divino. E ainda, segundo a bíblia, Maria não era virgem, nem imaculada, nem mãe de Deus, nem rainha dos céus e nem mãe da humanidade.

Eusébio também preservou um trecho de uma obra de Hegésipo (110 -180 d. C.), em que ele afirma que Jesus tinha irmãos de sangue, não deixando nenhuma dúvida sobre isto:

Da família do Senhor ainda estão vivos os netos de Judas, que acredita-se que tenha sido irmão do Senhor pela carne. Foram passadas informações de que eles seriam da família de Davi e eles foram levados até o imperador Domiciano pelo Evocatus, pois Domiciano temia a vinda de Cristo como Heródes, também temeu. Ele os perguntou se eles eram descendentes de Davi e eles confessaram que eram. Então ele os perguntou quais eram as suas propriedades e quanto dinheiro eles tinham. E ambos responderam que eles tinham apenas nove mil denários, metade para cada um. E estas posses não consistiam de prata, mas de um pedaço de terra de trinta e nove acres sob os quais eles coletavam impostos e se sustentavam por seu próprio trabalho. E eles foram perguntados sobre Cristo e o seu reino, de que tipo era, onde estava e quando seria, ao que eles responderam que não se tratava de um reino temporal e nem terreno, mas um reino celestial e angélico, que apareceria no final dos tempos,  quando ele virá em toda glória para julgar os vivos e os mortos, dando à cada um de acordo com as suas obras. Ouvindo isso, Domiciano não passou seu julgamento contra ele, desprezando-os como se não tivessem importância, e os deixou partir. E, por decreto, encerrou a perseguição à Igreja. Após terem sido soltos, eles lideraram as igrejas por terem sido testemunhas e também parentes do Senhor. E a paz tendo sido estabelecida, eles viveram até o tempo de Trajano.

Outra observacão de Tertuliano, também afirma a mesma coisa que Eusébio disse acima, isto é, que os irmãos de Jesus eram irmãos de sangue de Jesus e filhos de Maria:

Os irmãos do Senhor eram irmãos uterinos, pois a palavra grega “adefos, utilizada por todos os escritores, descarta que foram primos. Tertuliano, um dos maiores colossos do cristianismo primitivo, afirmou quatro vezes que os irmãos de Jesus eram irmãos carnais.   (De carne Christi 7.2-36; Adv. Marc. 4.19; De monog. 8; De virg. vel. 6). De un fragmento de Hegesipo, hacia el 170, en su Historia de la Iglesia.

“não vi a nenhum outro dos apóstolos, senão a Tiago, irmão do Senhor”. Gálatas 1:19

http://www.colegiodeemeritos.es/docs/repositorio//es_ES//conf_2_(el_concilio_de_elvira).pdf

http://pt.wikipedia.org/wiki/Doutrina_da_Igreja_Católica#cite_note-182> Acesso em 21/05/2013


 

Um comentário sobre “Interpretação bíblica: Os irmãos de Jesus

  1. concordo plenamente com todo o texto,mas como ja falei antes,como o site apenas fala das invençoes e mentiras inventadas pela igreja católica,ele nao entra em detalhes quanto a outras fontes que falam reaslmente o que foi e quem foi jesus.fontes que falam da existencia de alienigenas nesse mundo desde que a humanidade foi criada,e que cristo teve conhecimento disso.outra coisa,as mesmas fontes revelam que a igreja fes de tudo,e continua fazendo,com a ajuda dos governos do mundo,a destruir provas de quem foi realmente jesus cristo.isso atraves de provas deixadas por antigos seguidores de jesus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s