Egito: Pré-história

Egípcios, Sumérios, Mohenjo-daros, Harappeanos e Cretenses, Elamitas e Nubios, foram alfabetizados 3.000 anos, 4.000 anos, quem sabe quantos milhares de anos, antes que o mundo tenha ouvido falar dos gregos ou romanos. E há ampla evidência de sua alfabetização. No entanto, não há uma única descricão de qualquer uma das pessoas de sua época, quer se trate de amigos, inimigos ou invasores; ou ainda mais incrédulo, não há uma única descricão sobre invasores brancos, em qualquer uma de suas literaturas. Contraste isso com os escritos gregos e romanos, em que essas pessoas recém-alfabetizadas, descrevem tudo e todos! A discrepância é clara, não acidental, nem por falta de material. Felizmente, o homem branco tem simplesmente retido este material, e não o destruiu.  

Traduçao: Ana Burke

Por que antigas estátuas e pinturas de pessoas negras, muitas vezes se parecem com as pessoas negras?

A EVIDÊNCIA DE DESAPARECIMENTO DAS CIVILIZAÇÕES clássica africana

 Prof Manu AMPIm

O dano generalizado às imagens do templo fizeram os egiptólogos discutir a partir de fontes e evidências do templo que o antigo Egito era uma sociedade multi-racial e, portanto, deveria pertencer ao património da humanidade e não necessariamente à história Africana. Há provavelmente cerca de um milhão de turistas por ano que visitam o Egito e a Núbia, para ver a identidade dos grandes construtores destas grandes civilizacões falsificadas, principalmente por causa da origem negra destes construtores que estão fazendo desaparecer. Egiptólogos desonestas e guias turísticos deturpam a identidade dos fundadores e construtores do antigo Egito seletivamente apontando as imagens “não-africanas” nas paredes. Na verdade, não existem imagens não-africanas. As imagens que parecem “não-Africanas” foram submetidas a uma maquiagem racial para desvirtuar o trabalho original. Estas imagens foram grosseiramente refeitas por conspiradores europeus e árabes que trabalham duro para eliminar todos os vestígios de feições africanas. Somente por meio de pesquisa de primeira mão exaustiva se pode demonstrar a partir de evidências no templo local que o antigo Egito foi uma civilização negra.

A alteração das características negras (Africanas) faciais e a iluminação das cores de pele de relevos pintados no interior dos túmulos são aspectos centrais da conspiração para destruir a memória das civilizações africanas clássicas. Os dois grupos conspiradores principais responsáveis ​​por esses atos são equipes de investigações europeias e  americanas juntamente com funcionários do governo local. Em todo o Egito e Núbia, as imagens dos túmulos sofreram diferentes níveis de degradação e destruição. Em lugares como Giza as tumbas estão fechadas porque pouco resta para se ver. Em Tell Amarna as esculturas de túmulos estão em um estado avançado de decomposição, em El Kab e Aswan muitas das imagens foram sistematicamente apagadas, e em Beni Hassan apenas 4 dos 39 túmulos estão abertos, porque o restante está muito danificado. O único local a escapar de danos graves em túmulos é Sakkara, mas isso pode não permanecer assim por muito tempo, porque o trabalho dos conspiradores não estará completo, até que tenham destruído ou desfigurado todas as evidências de civilizações africanas clássicas.

O problema da deterioração dos túmulos do Vale dos Reis levou a um crescente movimento internacional para construir réplicas de tumbas e fechar as estruturas originais, projeto este que será implementado no futuro.  No âmbito deste plano, os túmulos populares que sofreram danos irreparáveis, como a tumba de Tutancâmon, será permanentemente fechada ao público. Uma vez fechados, as únicas pessoas a ter acesso aos túmulos do Vale dos Reis originais serão Autoridades egípcias do governo e trabalhadores e pesquisadores “qualificados”. A conclusão deste projeto de “réplica de túmulos” será um grande passo para apagar ainda mais a memória de um Egito negro.

Clique nas fotos para ter uma melhor visão e poder ler a legenda em português

___________________________________________________________________

Três músicas Femininas do túmulo de Nakht – XVIII Dinastia 1450 a.C.

Quanto tempo elas permanecerão Negras?

Tomb_of_Nakht

_____________________________________________________________

Exemplo da obra do homem branco

(Note que o Líbanês e o asiático são retratados como brancos)

drawing (1)

Quatro pessoas do mundo: um libanês, um núbio, um asiático e um egípcio. Uma rendição artística por Heinrich Von Minutoli (1820), baseado em um mural do túmulo de Sete I

____________________________________________

A pintura do túmulo REAL!

sety

__________________________________________________________

Discussões:

1) Ramsés II era um caucasiano com cabelo vermelho:

Esta é uma das mentiras mais estúpidas: No momento de sua morte, Ramsés II tinha aproximadamente 95 anos de idade. A única cor de  cabelo que as pessoas de 95 anos de idade têm é branco! Conforme documentado no momento em que a sua “suposta” Múmia foi desembrulhada, e por estudos posteriores – seu cabelo era branco e colorido com Henna.

2)Muitos faraós egípcios eram caucasianos

Alexandre entrou no Egito no final de outubro 332 a.C. E, desde então, até 640 d.C., quando o islamismo assumiu, o Egito havia sido governado por gregos brancos e romanos, que assumiram toda a parafernália e costumes dos faraós egípcios – incluindo estátuas e Mumificação – por 972 anos. Isso faz com que exista 972 anos de estátuas brancas e Mumias – para felicidade dos turcos do Egito e dos europeus.

______________________________________________________________________________

Mumias e estátuas gregas

Este slideshow necessita de JavaScript.

___________________________________________________________________

Quem nunca viu este faraó grego, abaixo, à esquerda, passando por egípcio?

E este padre grego abaixo, à direita,  passando por egípcio? Parece familiar? 

___________________________________________________________

Para aqueles que procuram formas de averiguar a veracidade das alegações sobre Múmias, procure se lembrar que os antigos egípcios – homens e mulheres – raspavam a cabeça e usavam perucas, para o conforto e limpeza no clima quente. A única exceção eram príncepes. As perucas que usavam poderiam ser feitas a partir de qualquer material, incluindo cabelo humano.

OBSERVAÇÃO: Era o costume de TODOS os egípcios raspar a cabeça –  O benefício da dúvida é dado aqui no caso de Ramsés II, porque na época de sua morte, Ramsés II era um homem muito velho, com artrite e em muito mau estado. Por isso, é possível que ele não tenha sido capaz de manter a cabeça raspada, e optou por coloração do cabelo.

__________________________________________________________

A cada vez que se faz uma restauraçao em obras de arte egípcia, que antes representava uma pessoa negra, ela vai ficando cada vez mais branca como podemos verificar abaixo:

Tuthmosis3_x2 (1)

__________________________________________________________

A razão pela qual o mundo está tão fascinado pela genética do rei Tut, e só ele, mesmo que ele não tenha, historicamente muita importância – é porque o rei Tut é o único faraó egípcio verificavelmente REAL – Ele foi encontrado no seu túmulo, sendo este aberto na presença da mídia mundial para documentar a ocasião – proporcionando, assim, pouca oportunidade para que os mentirosos pudessem depois trocá-lo por um falso grego ou romano.

Qual é o verdadeiro rei Tut?
O africano negro, é óbvio,  que confere com a cabeça da sua  Mumia, e a máscara funerária de ouro que cobria o seu rosto quando ele foi encontrado:
Ou o que foi criado por brancos à direita acima?

____________________________________________________________

Ao apresentar a nossa história das primeiras civilizações, que dependem fortemente de fotos das estátuas e afrescos, podemos ver algo interessante, muitas das imagens de pessoas  negras tiveram os seus narizes transformados, afinados  ou quando não se é possível modificar isto, simplesmente quebram ou destrõem os narizes. Isso acontece porque os povos brancos responsáveis ​​pela restauração desses artefatos, rotineiramente modificá-os para torná-los parecidos com pessoas brancas.

Napoleão Bonaparte nasceu em 1769. Este desenho, à direitam em preto e branco acima de Herumakhet, de 1755. Você pode verificar isto no museu Brooklyn. A destruição do nariz da esfinge ocorreu antes de Napoleão Bonaparte nascer.  Como podemos verificar muitas pessoas continuam afirmando que Napoleão quebrou o nariz da esfinge. Como podemos verificar, esta é uma afirmação FALSA.  http://bit.ly/14BqbSY

______________________________________________________

Exemplo 1

Clique nas fotos para ter uma melhor visão e poder ler a legenda em português

____________________________________________________________

Exemplo 2

Senusret_III_x2

_____________________________________________________

O caso de Hemiunu

Hemiunu era filho do príncipe Nefermaat, filho do rei Snofru. Acredita-se ser o arquiteto da Grande Pirâmide de Gizé, no Egito. Abaixoao lado,  está o seu tio, o Rei Khufu.

Este abaixo, é o avô de Hemiunu, King Snofru ou Sneferu, primeiro rei da quarta dinastia.

Snofru_3

Hemiunu Hoje

Hemiunu_2

Os racistas colocaram a cabeça de um homem branco no corpo de um homem negro.

Isto porque, enquanto os negros estavam fazendo história, os brancos albinos ainda eram nômades analfabetos nas planícies da Ásia Central. Quando eles chegaram na Europa, (cerca de 1.200 a. C.), eles simplesmente se apropriaram de tudo o que o homem negro tinha construído e realizado.

Mas não bastou se apropriar de tudo o que os negros construíram, foi também necessário destruir ou reclamar a criação das suas obras. E para isso, há uma enorme indústria Branca de artefatos falsos, não apenas dos egípcios, mas de todas as primeiras civilizações originais criadas por pessoas negras.

_________________________________________________________

Outras Falsificações

rahotep_tetisheri (1)

No Caso das como duas estátuas acima: a estupidez dos Falsificadores foi sublime. Uma lista completa dos erros levaria toda a página, mas aqui podemos citar apenas alguns exemplos. Os egípcios FORAM sempre meticulosos sobre a remoção de pêlos faciais e do couro cabeludo – E É POR ISSO que eles usavam Perucas. Um Príncipe Real com cabelos na cabeça e bigode seria impensável. Além disso, os caucasianos não chegaram ao Oriente Médio ATÉ BEM DEPOIS de 1200 a. C.  –  Ra-Hotep é completamente falso e a Rainha Tetisheri – É difícil dizer por causa do nariz, mas o estilo e a aparência está completamente errado para uma estátua Egípcia.

group_4b

Os turcos do norte da África e do Oriente Médio, em conjunto com os europeus, tanto na Europa, como em todo o mundo; tem feito horríveis destruições, desrespeitando a preciosa herança da humanidade – principalmente os artefatos que contam a história dos negros antigos. Eles não desempenharam nenhum papel significativo em anos de formação da humanidade, e os envolvidos sabem disso. Então, tentam forçar um lugar falso para si na história da humanidade, quando não há realmente este lugar.

Fontes:

http://www.realhistoryww.com/world_history/ancient/Egypt_Pre_historic.htm

Um comentário sobre “Egito: Pré-história

  1. É muito difícil pra eles aceitar uma ÁFRICA NEGRA, o berço é isso.
    INVEJOSOS, são os verdadeiros ladrões tanto que eles eram conhecidos como bárbaros e por algum motivo algum africano pecou em confiar!
    Todas as histórias e de todas civilizações os personagens são retratados como brancos, ou negros com feições finas para dizer que negros saíram de brancos quando na realidade foi o inverso.
    Ainda por cima quebraram os narizes das esfinges, pasmem pois não é uma esfinge mas várias, pasmem pois todas as esfinges possuem diâmetro que lembra um negro africano do que qualquer branco de qualquer etnia.
    É uma piada, é uma ofensa quando retratam brancos como realeza, é uma piada a história que vende, é uma piada como acreditam que brancos eram os egípcios quando na realidade usavam perucas e raspavam os cabelos. É uma piada digitar no google e ver que egípcias são retratadas como brancas de olhos azuis, é uma piada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s