GRIMALDI

Os primeiros humanos modernos na Europa – 

Tradução: Ana Burke

Khoisan (Khoi San +) – É o nome para os dois grupos étnicos originários da África Austral. A partir do início do período paleolítico superior […]

San e Khoi, atualmente se assemelham aos seus restos mortais antigos e acredita-se sejam seus descendentes. O povo Khoisan eram os habitantes de grande parte do sul da África antes da expansão Bantu do sul, e depois da colonização européia. Ambos Khoi e San compartilham características físicas e linguísticas e adotaram a prática da criação de gado e cabras do vizinho grupo de língua Bantu.

Na linguagem Khoisan, as consoantes são pronunciadas com um som de clique. Isso levou os invasores holandeses a chamá-los de “hotentotes” – uma palavra depreciativa que significa “gago”  na língua dos invasores holandeses, que, junto com os colonos britânicos e alemães, acabariam por exterminá-los.

Uma das grandes ironias da história humana, é que os Khoisan foram perseguidos duas vezes pelos mesmos povos – os ingleses, holandeses e alemães – que exterminaram os Khoisans e tomaram suas terras. É uma repetição do que aconteceu em (500 a.C.), pelos ancestrais dos britânicos, holandeses e alemães de hoje: Os Celtas e Alemães que migraram para a Europa a partir do local de sua evolução (da Eurásia Plains), exterminaram os khoisan habitantes da Europa e tomaram suas terras.

__________________________________________________

Khoisan imaginação e arte

Cerca de 75.000 anos atrás, em uma caverna perto da costa sul do Cabo na África do Sul, foram encontradas conchas de caracóis amarradas como esferas que eles usaram para fazer as mais antigas jóias conhecidas. As conchas eram decoradas com pigmento de óxido de ferro, ou foram usados por alguém usando maquiagem primitiva com pigmento de óxido de ferro. Elas são a primeira evidência da criatividade artística e simbolismo no homem moderno. Esta criatividade artística que nasceu com o povo Khoisan, seria mantido e melhorada.

Esteatopigia fêmea

Steatopygia_Female
Esteatopigia – é um alto grau de acumulação de gordura, principalmente em torno das nádegas estendendo-se para o exterior e frente das coxas, formando uma camada espessa que chega, por vezes, ao joelho. Trata-se de uma característica genética de algumas mulheres Khoisan. Também foi observado entre os pigmeus da África Central e os Negritos Andamanese das Ilhas Andaman. Entre os Khoisan, é considerado como um sinal de beleza: ela começa na infância e atinge total desenvolvimento até ao momento da primeira gravidez […] A admiração dos Khoisan por mulheres esteatopigia, juntamente com sua grande habilidade artística, irá fornecer artefatos que são de grande ajuda na localização de suas migrações na Europa e na Ásia.

__________________________________________________

Migração para a Europa

Em torno de 45.000 a.C. os grandes lençóis de gelo glacial que cobriam a maior parte da Europa, começaram a derreter e um grupo, ou grupos desses povos Khoisan atravessaram o Estreito de Gibraltar e entraram na Europa. Isso marca a primeira vez na história humana que os humanos modernos cruzaram o deserto formalmente congelado da Europa. Uma vez na Europa, o homem Grimaldi continuou suas migrações, e veio eventualmente a habitar toda a Europa e Norte da Ásia.

Uma das primeiras evidências dessa jornada histórica, foi encontrada nas cavernas de Grimaldi (Baousse-Rousse), entre Menton e Ventimiglia na italia.

O grupo de cavernas inclui nove estações, sendo as mais importantes as Grotte des Enfants, La Barma Grande, Grotte du Cavillon e a Grotte du Prince. O que chamou a atenção geral foi o fato desta região, há muitos anos haver descoberto um esqueleto humano no Grotte du Cavillon, homme de Menton, agora no Museu de História Natural, Paris do Dr. Paul Riviere.

Rivière demonstrou a presença de sepultamentos deliberadas e roupas ornamentadas em 1872.

Mais tarde, cinco esqueletos foram encontrados em La Barma Grande, e dois filhos, no Grotte des Enfants, daí o seu nome. O interesse por arqueologia e sendo proprietário de uma das cavernas (Grotte du Prince), o Príncipe de Mônaco, Albert I Grimaldi (1848-1922), organizou uma exploração sistemática das cavernas: assim os fósseis se tornaram conhecidos como “Grimaldi “em sua honra.

Restos fósseis destes antigos africanos também foram encontrados na França, Suíça, Europa Central, Bulgária, Rússia, e Extremo Oriente na Sibéria.

Os fósseis Khoisan Africanos foram documentados pela primeira vez por Boule, Marcelino & Vallois, em seu livro “Fossil Men” The Dryden Press (1957).

Grimaldi_skeletonsUm dos mais emocionantes achados Grimaldi foram encontrados no século 19 por um nobre espanhol, Sr. Don Marcelino de Sautoula, em sua propriedade, na costa norte da Espanha. Um arqueólogo amador, escavava parcialmente uma caverna em uma colina chamada Altamira. Ele encontrou veado, cavalo, ossos de bisão, conchas de ostras, vários instrumentos e ferramentas de ossos característicos da cultura Magdalenian.

Explorando mais profundamente a caverna, ele encontrou ossos de urso das cavernas. Em uma de suas viagens de escavação, ele levou a sua filha de 12 anos, Maria, com ele para a caverna. Enquanto ele se sentou cavando na escuridão úmida sob a luz de uma lanterna, a menina de repente gritou: “Papa, papa. Mira. Toros pintados. “(Pai, Pai, olha touros pintados.) Maria mostrou a seu pai surpreso que o teto da caverna estava coberto com um soberbo afresco de bisão vermelho e preto. A luz da lanterna deu-lhes forma tridimensional já que o artista tinha incorporado as projeções naturais do teto com grande habilidade em sua arte. Sautuola ficou profundamente comovido quando ele e sua filha exploraram o teto da caverna e viram pinturas de animais maravilhosas policromadas, executadas em habilidade tridimensional, todas pintadas por um artista que tinha conhecido os animais antes que eles fossem extintos a partir da Espanha, num passado distante.

Altamira é o nome da Gruta de Altamira, norte da Espanha, onde foi encontrada Arte Rupestre Paleolítica. Nesta gruta se agrupam 18 cavernas localizadas em diferentes regiões do norte da Espanha. Estas representam o apogeu da arte rupestre paleolítica que se desenvolveu na Europa entre 35.000 e 11.000 a.C.

Lascaux_0

Lascaux_5 (1)

Lascaux_2 (1)

Lascaux_3

Lascaux_Bison (1)

Lascaux_Rhino

Lascaux_4

__________________________________________________

Grimaldi1

Era tarde e Don Marcelino não poderia explorar câmara após câmara os desenhos extraordinários: cavalos policromados em vôo, pinturas e impressões de mãos humanas e contornos de mãos humanas. Aqui, novamente, era uma evidência extraordinária da humanidade e habilidades artísticas destes artistas do Paleolítico Grimaldi.

Ele contratou um pintor francês para fazer esboços da obra de arte para que ele pudesse publicá-las. Este artigo bem escrito, faz um relato de certas descobertas pré-históricas na província de Santander (1880), incluiu as pinturas e uma descrição detalhada da arqueologia da caverna.

Tão emocionante como as descobertas fósseis, foram os artefatos encontrados no Balzi Rossi, ou Red Rocks (também conhecidas como Caves Grimaldi). Foi Louis Alexandre Jullien que, realizou as escavações que levaram, no final do século passado, a descoberta de quinze estatuetas, chamada de Vênus Balzi Rossi.

Muitos outros sites em toda a Europa e Ásia também encontraram Grimaldi Vênus: muitas delas esteatopigia fêmeas, e muitos proporção de fêmeas normais.Notável delas é a Vênus de Willendorf: encontrado perto Krems, na Áustria. A Vênus de Brassempouy, encontrada na França em 1892. Deve notar-se, que, apesar de todas as figuras não são de Grimaldi esteatopigia Sexo Feminino, esse estilo de figura, é a assinatura de Grimaldi.

__________________________________________________

Thinker

 

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Quando o homem Grimaldi entrou na Europa, ele encontrou o Humanoid, homem de Neandertal, que havia migrado para a Europa milhares de anos antes, tornando-se fisicamente adaptado ao frio. Grimaldi chegou em seguida na Europa e talvez ,15 mil anos mais tarde, o homem de Cro-Magnon Humanoid. Nada se sabe de suas relações, ou mesmo se eles se misturaram.Mas acredita-se que em algum momento, tenha acontecido algum cruzamento.

Acredita-se que o homem Grimaldi tenha estabelecido assentamentos até o sul de Catal Huyuk, na Anatólia. Não existe a certeza se eram realmente descendentes Grimaldi, ou um grupo diferente de africanos, como os africanos que se estabeleceram no Norte de África e no Oriente Médio, que pode ser creditados como os criadores das civilizações originais do sul da Europa, especialmente os da Itália, Grécia, e Anatólia (Turquia moderna).

Slide06

Fonte: http://realhistoryww.com/world_history/ancient/Misc/Prehistoric_Art/Grimaldi.htm

Grimaldi – Os primeiros humanos modernos na Europa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s